Mais Magenta - Mais Magenta, por Dani Cruz.
15 abr 2014

Um pedacinho do Chile

Há alguns fins de semana eu fui pro Chile a trabalho. Tive muito pouco tempo pra conhecer a cidade, na verdade só consegui passear uma manhã! A temperatura lá é louca (de tarde faz quase trinta graus e de noite chega a menos de dez) e eu peguei um super resfriado, que acabou com minha manhã de domingo. As tardes e noites estavam comprometidas com trabalho, então eu precisei escolher um lugar pra conhecer.

PedacinhoChile3

Eu estava num hotel em Santiago próximo à estação de metrô La Moneda. Vi que lá é tudo bem pertinho – quem tá acostumado com São Paulo é fichinha – e resolvi ir andando até o Cerro Santa Lucía, um mirante enorme da onde você pode ver toda Santiago e as Cordilheiras dos Andes. As nuvens estavam super baixas e não deu pra ver muito das cordilheiras não… mas a vista é linda!

PedacinhoChile6

Viajar sozinha é dominar a arte de colocar a câmera em algum lugar com o timer e sair correndo pra aparecer na foto…

PedacinhoChile5

No caminho até lá eu aproveitei pra ver como é a vida por lá. Comprei um chocolate quente e medialunas (uns croissants de massa doce, já estou com saudades) e dei uma olhada nas lojas de rua. Tudo abre mais tarde em Santiago. Antes das dez da manhã não tem nada funcionando além de algumas poucas cafeterias. Isso faz total sentido porque quando eu acordei, sete e meia da manhã, ainda estava DE NOITE! No domingo a maior parte das lojas, farmácias e etc também não abre, então esteja preparado caso for passear por lá.

PedacinhoChile4

Acabei voltando de metrô e é super de boa. Ainda passei no mercado e fiquei querendo levar todos os vinhos do mundo, mas não deu. Tava trabalhando, né, gente…

PedacinhoChile2

Eu estava lá pra cobrir o Lollapalooza Chile, que acontece no Parque O Higgins. É demais! Lá não pode beber no festival (e ninguém fica reclamando por isso, a gente que tá muito acostumado) então as pessoas acabam se comportando muito mais civilizadamente, heh. Como é num parque, tinha muitas famílias que levavam crianças, e a área Kidzapalooza estava super cheia! Depois que as atrações dos pequenos acabavam, eles ainda continuavam para ver os headliners com os pais. Ainda tinha gente andando de patinete, bicicleta e skate pelo festival. E muita gente bonita, muita mesmo. Me apaixonei umas vinte vezes.

PedacinhoChile1

Agora estou morrendo de vontade de voltar pro Chile! Foi uma tentaçãozinha gostosa essa passada rápida.

Já estou com siricutico pra fazer um rolêzinho Argentina + Chile! Quem topa?

08 abr 2014

Eu na Revista VIP

Oi!

Nos últimos meses eu deixei essa minha casa virtual de lado, sim. E me sinto mal por isso. Todos os dias fico com saudade. Mas eu estava muito envolvida com um projeto muito grande na agência em que trabalho – fizemos o conteúdo das redes sociais do Lollapalooza Brasil. Eu fui até pro Chile acompanhar o festival de lá! Mais sobre isso nas próximas atualizações que vem aos poucos, enquanto eu recupero meu ritmo de blogueira, agora que passou o festival e posso voltar a ir nos eventos, fotografar looks e procurar assuntos legais pra dividir por aqui.

Enquanto isso, uma novidade gostosa: a fotógrafa Mari Caldas fez um ensaio meu pro site da Revista VIP!

18 4 (2)

Mais fotos você vê no site, clicando aqui.

A Mari é uma fofa e como eu já a conhecia antes – trabalhamos juntas na MTV Brasil – , fiquei super à vontade. As fotos foram feitas na minha casa e até meus gatos aparecem, a gente foi conversando e fotografando vezes com câmera analógica, vezes com digital. Quando eu vi, tinha passado uma tarde inteira e a luz tinha ido embora… O resultado é um ensaio sensual de bom gosto, pra mostrar que você pode sim ser sexy – não precisa ter peitão, ser bronzeada ou super sarada – aliás, não sou nada sarada. Hehe.

O que acharam?

12 mar 2014

Uma carta para a Dani de 17.

Dani,

Daqui a dez anos você não vai mais dar mosh.

Não vai ter show no Hangar 110 toda sexta-feira. A maior parte das bandas que hoje você ama não existirão mais, seus amigos músicos vão virar publicitários com relacionamentos estáveis. O beijo triplo (quádruplo, quíntuplo) não vai mais estar na moda.

Você vai aprender a comer peixe cru. E vai poder pagar a pizza inteira com seu próprio dinheiro. As festas não vão custar mais 10 reais consumíveis. E, por favor, não tome aquele shot de tequila – você é completamente alérgica e vai ficar parecendo um baiacu, sua mãe vai precisar te buscar na porta da balada e vai ser vergonhoso.

Você vai se apaixonar muitas vezes até lá. Amores de verdade serão poucos e você só vai perceber isso depois que tiverem passado. Se prepare pra ter esse coração partido um punhado de vezes. Pra chorar e pensar que não vai dar, que dessa vez não vai dar, mas aí você vai levando até que um dia dá. Um tijolinho rosa por vez, você reconstrói o seu castelo.

Fraqueza nunca foi uma das tuas características.

Vai descobrir que trabalho é uma coisa difícil. Você sempre soube o que quis fazer e um dia vai se tocar de que não precisa de nada além da sua força de vontade pra fazer acontecer. Não deixe ninguém calar teu talento. Não deixe ninguém te colocar pra baixo e de dizer que você é menos do que realmente é.

Danny Vicious, larga o fotolog e lê o que eu tô te dizendo pois não trago apenas más notícias.

Daqui a dez anos você vai estar mais bonita. E, pela primeira vez, vai se olhar no espelho e realmente se sentir assim. Vai descobrir seus pontos fortes e fracos, aprender a se maquiar mas também se sentir sexy sem precisar de uma gota de corretivo no rosto.
Vai perceber que tem amigos de verdade e que eles são poucos. Que uma festa pra cinco pessoas que te amam muito é mais divertida que uma festa pra sessenta que na verdade não se importam.
Vai descobrir o que quer fazer da vida. Já te aviso que ainda não descobrimos como chegar lá, mas sinto que estamos perto. Talvez a Dani de 37 apareça pra te mandar uma carta também e tudo tenha mudado. E tudo bem, porque aqui descobrimos que a vida é completamente inesperada.

Dani, não desiste. Eu sei que às vezes você quer desistir, fechar os olhos e não acordar. Eu sei que você sentiu dor demais pra uma vida tão curta. Eu sei que foi uma merda, mas já passou. Uma nova cidade te traz um milhão de oportunidades mas você não vai precisar fugir pra recomeçar. E isso que você precisa aprender a ver: todas essas possibilidades estão bem na sua frente esperando pra serem agarradas.

E amanhã sempre pode mudar tudo.

-

Esse post é uma blogagem coletiva do grupo ROTAROOTS, inspirada em uma publicação do Hypeness.

11 mar 2014

Teste Cego da Moda com Marisa


Sempre digo por aqui que não vejo nenhuma necessidade em gastar uma pequena fortuna em um look. Se você pode se vestir bem gastando pouco, porque vai comprar uma roupa caríssima só pela etiqueta? Economizando dá pra rechear bem mais o armário e gastar o dinheiro extra em outras peças da estação!

Por isso que a Marisa criou uma ação que é o Teste Cego da Moda. Nele, elas mostraram para as pessoas três looks (um da Marisa e outro de outras marcas) pra que elas adivinhassem quando custou cada um. Olha só:

E vocês, concordam que não é preciso gastar muito dinheiro pra estar super bem vestida? Me contem o que acham nos comentários!

Pra ver outros looks incríveis da Marisa que você nem imagina o quanto custam, acesse o site da ação Teste Cego da Moda e surpreenda-se!

img_publitestecego

21 fev 2014

Eba Salada: delivery além da alface!

Outro dia vi no Instagram da Anne que ela havia pedido um delivery de saladas e fiquei com vontade. A onda ridícula de calor, que tirava até a fome, já passou, mas tem dias em que não dá vontade de comer as opções dos quilos daqui da região da Vila Madalena. Resolvi me inscrever no site do Eba Saladas e testar pra ver se era tão bom quanto ela estava dizendo!

Eba_Magenta

O Eba Saladas fica aqui na Vila Madalena e a área de entrega é reduzida, pois é feita por ciclistas. Como eles ainda estão em teste, as saladas tem um preço reduzido (R$20, mas vem muita coisa), e só são produzidas 50 unidades por dia (15 vegetarianas e 35 com carne). Todo dia às 10h30 eles mandam o cardápio do dia e você tem que correr pra fazer seu pedido, senão fica sem! Estou numa onda vegetariana então pedi uma opção composta por mix de folhas, shimeji e shitake no shoyo, legumes grelhados (abobrinha, cenoura, pimentão verde e berinjela), arroz 7 grãos, semente de girassol, molho tapenade de azeitonas.

Eba_Magenta1

A Salada chegou por volta de 12h30 e estava bem gostoso! Dei uma chacoalhadinha pra misturar o arroz com o molho e as folhas. Vem muito, eu nem consegui comer inteiro! A opção com carne tinha tiras de filé mignon ao invés dos cogumelos.

Se ficou com vontade, entra no site deles e vê se você está dentro da área de entrega. Depois, se cadastre e fique de olho no seu e-mail pra ver todos os dias o cardápio!

 

PS: Depois que fiz esse post descobri que o Eba Saladas é de uma ex-chefe minha! Oi Mari!

19 fev 2014

Lançamento do BBCream para cabelos da Pantene!

Semana passada fui ao evento de lançamento da nova linha da Pantene, a Rejuvene-7. Foi um evento muito legal que contou com a presença do Steve Shiel, diretor de inovação científica e tendências da P&G Beauty. que explicou todo o conceito por trás da criação da linha. E acreditem, o lance vai muito além do que a gente pode imaginar…

Rejuvene7ElseveMagenta2

 

Mas falando do Rejuvene-7, a linha é composta por quatro produtos: shampoo, condicionador, máscara e ampola (que é o BBCream). Os três primeiros produtos prometem rejuvenecer os fios que são danificados pela ação do tempo… as pontas são sempre mais destruídas do que a raiz, que é novinha, certo? Secador, babyliss, chapinha, coloração e outros fatores ajudam a ‘envelhecer’ a fibra capilar. Já a ampola funciona como o BBcream, mas não é leave-in como normalmente imaginaríamos. Você usa que nem as outras ampolas da marca, no banho mesmo, deixa um tempo agindo e depois tira.

Rejuvene7ElseveMagenta1

Lá no evento nós ganhamos o shampoo, o condicionador e a ampola pra testar. Vou super atrás da máscara também! Estou usando o shampoo e condicionador todos os dias desde sexta passada e meu cabelo está melhorando aos poucos. No dia que eu usei a ampola, ele ficou super macio e leve! Não tirei foto porque visualmente não fez tanta diferença – talvez se eu tivesse secado com secador fosse mais vísivel, mas como ele está super danificado, só dava pra sentir a diferença no toque mesmo. No fim de semana meus cachos ficaram mais definidos.

Acho que se eu der continuidade ao tratamento vou finalmente encontrar uma boa solução – a preço justo – pras minhas pontas ressecadas da descoloração…

Aprovado!

 

 

 

05 fev 2014

Os esmaltes da Essie chegaram no Brasil!

Ontem rolou na galeria Zíper, em São Paulo, a festinha que marca a chegada oficial dos esmaltes Essie no Brasil! Eu tive um esmalte dessa marca que ganhei de presente de uma amiga que viajou um tempo atrás, e gostava bastante da duração dele, então fiquei animada com a notícia e fui ver de perto!

EssieNoBrasilMagenta5

EssieNoBrasilMagenta1

A cartela de cores é bem ampla. São 108 cores chegando aqui no nosso país (nos Estados Unidos são 300), além de alguns produtos da linha de tratamento. O preço sugerido é de R$33 reais para os esmaltes e R$38 para a linha de tratamento. Meio pesado, sim, mas pra algumas cores que as marcas nacionais  não fazem (como o misto de caviar + glitter chamado ‘Belugaria’) pode valer a pena!

EssieNoBrasilMagenta2
EssieNoBrasilMagenta4

Eles ainda divulgaram informações sobre os pontos de venda oficiais, mas inicialmente será apenas em salões selecionados pela L’Oreal no Rio de Janeiro e em São Paulo até abril, quando começam a chegar em outras cidades.

EssieNoBrasilMagenta3

Ganhei um deles pra testar, um laranjinha que esqueci de ver o nome. Vou levar na minha manicure e volto aqui pra mostrar pra vocês!

Pra acompanhar as novidades e fica ligada no Facebook e no Instagram da Essie no Brasil.

04 fev 2014

Como foi o MECA Festival 2014!

Como vocês sabem, no fim de janeiro fui até o Rio Grande do Sul pra um festival de música que rolou na cidade de Maquiné. O MECA Festival acontece há alguns anos por lá e nesta edição vieram bandas como Friendly Fires, Charli XCX e Savoir Adore!

No ano passado eu e umas amigas decidimos no impulso, via twitter, comprar o ingresso. Daí em diante, fomos aos poucos transformando a viagem em realidade – resolvemos ficar no camping, que teria algumas atrações extras. Pedimos barraca e colchão emprestados, conseguimos passagens de promoção até Porto Alegre, organizamos daqui de São Paulo uma van pra levar a gente e mais 10 perdidos até Maquiné, reservamos hostel pra ficar no domingo pós-festival. Foram mais de três meses de ansiedade pra chegarmos lá e…

…chover.

A previsão de tempo era de chuva pro fim de semana inteiro. Em Porto Alegre, quando cheguei lá na sexta, fazia uns 40 graus. O verão gaúcho é bizarro de quente e eu me arrependi instantaneamente de estar de calça. Troquei o short na van mesmo porque pudor não é meu forte e, enquanto estávamos armando a barraca (ops) começou a cair uma chuvinha. Ok, passou, todo mundo pra piscina curtir uma festinha.

Mas aí, se prepara pro perrengue:
A noite estava só começando quando desabou o maior temporal de todos os tempos, entrou água na barraca de todo mundo, a festa de sexta foi cancelada e todo mundo foi dormir molhado e bolado – tirando uma louca que ficou CANTANDO ATÉ SEIS DA MANHÃ.

1549202_10152578552664062_753930278_n

Fato é que a organização não estava preparada pra chuva. No dia seguinte, logo cedo, rolou a possibilidade de o festival nem acontecer já que a festa da noite anterior foi cancelada por risco de curto circuito no palco. A promessa de ‘comida 24h horas’ ficou no ar, já que a única lanchonete aberta no local não funcionava de madrugada em nenhum dos dois dias e era o mesmo local em que o staff fazia suas refeições. Os campistas não podiam fazer as refeições na mesma hora em que o staff, ou seja… você, morto de fome, só pode almoçar 16h quando o último funcionário do festival tiver almoçado. Sentido? Nenhum. Restava esperar o festival abrir pro público que não estava no camping, às 15h, e pagar dez reais num pedaço de pizza. Enquanto amanhecia o domingo, depois de mais um tempo de chuva (vou falar do festival mesmo mais pra frente), o gerador do camping foi simplesmente retirado e toda a Fazenda estava sem luz pois um dos “clubinhos” usou a energia do local pra ligar um canhão de luz quando deveria ter levado gerador próprio. Banho quente? Nem pensar. No segundo dia sem banho, já que no primeiro sua toalha estava completamente encharcada, só te restava esperar a van chegar e ser uma pessoa limpa quando chegasse no hostel. Resumo da ópera: ficamos sem energia no domingo, não rolou nenhum evento prometido para o camping (festa da sexta cancelada por falta de estrutura, pool party miada por causa da chuva, churrasco gaúcho deveria ser pago a parte e não era nada barato – uns 30 reais – sendo que a organização deu a entender que tudo estava incluso no pacote que pagamos pelo camping).

1545661_10152578552399062_192046497_n

Agora, vamos ao festival. Aí eu realmente não tenho do que reclamar. Pra quem só foi ao festival no sábado, a experiência mesmo com o chuvisco chato deve ter sido muito melhor. A fila para comprar ficha era suportável – a única coisa chata era a falta de sinal nas máquinas de cartão, mas quando você for a um festival no meio do nada LEVE DINHEIRO EM ESPÉCIE – e não durava mais que 10 minutos. Os banheiros eram ok e em boa quantidade. Não era muito lotado, então você podia ver os artistas de pertinho – e eles ficavam no meio da galera entre os shows, de boa. Tinha uma boa variedade de comida, mas se você é vegetariano melhor levar comida de casa. E além dos dois palcos também rolavam os ‘clubinhos’, casas mantidas por marcas que promoviam ações e micro-festas dentro do festival, como foi o caso da Adidas, o clubinho mais animado do MECA. Fiquei horas lá!

1236204_10152578552529062_29665398_n

O show do Friendly Fires foi mega animado e até quem não conhecia muito as músicas não parou de dançar. Savoir Adore é mega fofo e dá vontade de abraçar todos os integrantes. A Charli XCX é o tipo de mina ~descolada~ que eu queria ser amiguinha. Já o Klangkarussel eu não curti muito e achei que não tinha nada a ver com o resto do festival.

tumblr_n046rwtZxQ1qzixl0o1_500

No geral, eu me diverti. Acamparia de novo? Nem morta. E acho que a organização tem que se preparar muito melhor pra receber campistas novamente. O festival é incrível e eu recomendo que se vá uma vez, mas alugue uma casa por perto ou, pelo menos, um motor home – que era permitido também!

Por causa da chuva eu acabei não ficando com a câmera durante os shows. Mas o pessoal do I Hate Flash tirou fotos incríveis do festival. Cola lá pra ver!

03 fev 2014

Frances Ha e… eu.

Sei que estou muito atrasada pra indicar esse filme, que saiu faz mais de um ano. Eu confesso que não tinha assistido até outro dia por medo de me identificar demais. E foi o que aconteceu. Não foi de todo ruim. Afinal, se alguém escreveu um filme sobre isso, é porque muitas outras pessoas no mundo são assim. É o desespero dos vinte e poucos que eu já falei aqui, que vemos em Girls, que fingimos não passar todos os dias.

Você não se sente adulta o suficiente pra fazer certas coisas, mas está completamente atrasada em relação a muitas outras pessoas da sua idade. A vida parece uma grande página em que você começou a escrever um texto de sucesso mas largou pela metade e todo mundo terminou antes. Fazer planos pra daqui a seis meses é complicado, e imaginar onde estará daqui a dez anos é completamente fora da realidade.

frances_ha

Frances é uma aspirante e dançarina de 27 anos que mora com sua melhor amiga, Sophie, que decide se mudar para morar com outra pessoa e arruma um namorado. Completamente perdida na vida, ela precisa se encontrar e reconstruir um monte de coisas porque, claro, quando a merda vem, ela não vem sozinha.

O filme é dirigido pelo Noah Baumbach e escrito por ele e pela Greta Gerwig, que faz o papel da Frances. No elenco também está o Adam Driver, que faz o Adam em Girls. O filme é todo em preto e branco, a trilha sonora é gostosinha e vale a pena assistir.

Nem que seja pra ver que há esperança.

Frances Ha está disponível no Netflix (e isso não é um publi, é que eu acho Netflix muito genial mesmo)!

20 jan 2014

Partiu MECA Festival 2014!

Ufa! Estou de volta! Fiquei meio sem computador em casa – acho que meu notebook está indo pro saco aos poucos, esquentando demais e desligando sozinho – e acabei não conseguindo voltar aqui nos últimos dias pra contar um monte de coisas que estão pra acontecer. Uma delas é o MECA Festival 2014 (que eu já falei aqui), um festival no Rio Grande do Sul aonde estarei no próximo fim de semana!

O festival mesmo acontece no sábado, 25, mas eu estou partindo para as terras gaúchas já na sexta. É que o evento acontece num hotel fazenda, e vai ter uma área de camping com várias outras coisas acontecendo. Na sexta-feira tem um esquenta, no sábado uma pool party e no domingo um brunch com café colonial e churrasco. É, os gaúchos sabem organizar um festival.


Edição 2013, foto do I Hate Flash

No lineup, bandas como o Savoir Adore, Friendly Fires, Chali XCX, Klangkarussel, Rio Shock (alõ moleque transante)… Vai ser bem legal. Vou tirar várias fotos pra postar aqui depois como foi. É a primeira vez que eu vou viver toda a experiência de um festival mesmo – afinal, estou viajando mais de 800km só pra isso com a certeza de que dormirei praticamente no chão por duas noites (no domingo eu volto pra porto alegre, fico num hostel e volto pra São Paulo na segunda de manhã).

Pra ficar por dentro em tempo real, me segue no instagram!

Quem aí já foi pro MECA Festival? Quem vai esse ano? Na página deles tem mais informações, inclusive sobre o MECA-SP e RJ (sem toda a parte legal, apenas alguns shows rolarão em outras cidades). Ainda tem ingresso, último lote, pra quem quiser se jogar de última hora.


Fatal error: Call to undefined function dld_barra_mtv() in /home/maism840/public_html/wp-content/themes/blog2013/inc/options.php on line 312