Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Tag Archives:  texto
lostmemories

O que você faria se a era digital acabasse?

Ontem estava fazendo uma pesquisa pro trabalho e acabei topando com esse vídeo. É um curta premiado de dois minutos e meio que vale muito a pena assistir e faz com que a gente reflita sobre nossa relação atual com as pessoas e com a vida.

Confesso que sou muito mais conectada do que gostaria. Eu e o meu namorado moramos juntos e fizemos um acordo: tentar ao máximo não ficar no iPhone quando estamos em casa. A não ser que estejamos trabalhando em casa, deixar a internet pra lá. Twitter, Facebook e redes sociais atrapalham demais nosso relacionamento – não por gerar brigas, mas por tirar o foco da nossa vida de casal.

Desde que começamos a fazer isso (no começo era proibido pegar no celular, mas percebi que depois que passou a proibição eu reduzi consideravelmente o tempo que passo online de casa quando ele está) eu comecei a viver muito mais. Faço comida, sigo minha rotina de beleza direitinho e durmo melhor. Leio livros, revistas, jogo videogame. E namoro, dou beijo, pulo em cima dele, faço carinho sem fazer mais nada.

O que eu vou falar soa completamente como fruto de uma alienação constante, e é: gente, a vida offline é maravilhosa.
E é dela que vamos tirar memórias boas.

Há quanto tempo você está prometendo mandar imprimir aquelas fotos que tirou num dia especial com seus amigos? E todas as vezes que se prometeu escrever mais à mão, só pra lembrar como é? E como foi o desespero de ficar sem saber o que está acontecendo quando roubaram seu celular e você demorou pra comprar outro?

Somos viciados em informação. Mas, baby, nenhum cérebro guarda tanta informação assim! Esse bombardeio de notícias fúteis que não fazem a menor diferença pra nossa vida nos priva de coisas mais importantes. O que você faria se a vida digital acabasse, como no curta que postei acima? Todas as fotos do seu Facebook, todos os posts do seu blog, a putaria do seu tumblr.

lostmemories

O que sobraria do mundo real pra fazer você lembrar como é viver?

Provavelmente muito pouco. Suas últimas fotos seriam de quando ainda era criança ou adolescente. Dos seus amigos atuais, nenhuma memória. Eu não tenho fotos impressas com ninguém que eu tenha namorado ou ficado desde que me mudei pra São Paulo há dez anos – ou seja, não tenho nenhuma foto pois os relacionamentos seguintes, troca de computadores e brigas sem sentido fizeram que isso tudo ficasse perdido num limbo. Tem gente que passou pela minha vida e eu nem me lembro como é.

Eu quero voltar a revelar fotos, mandar bilhetes e cartas, cartão de natal no fim do ano (quando foi a última vez que você recebeu um?), escrever dedicatórias em livros feitos de papel e não de dados. Quero comprar uma vitrola, ouvir meus discos de vinil, sair pra passear com meus amigos em vez de conversar pelo Whatsapp.

A vida é isso. Todo o resto é só uma farsa digital. Todo o resto não é nada.

Vamos viver.