Instagram

Follow Me!

Como eu sobrevivi a um detox digital

Sei que dramatizei um pouquinho além do permitido no título, mas foi exatamente isso. Numa época em que a gente tá sempre grudado no celular em todos os lugares – no metrô, no banheiro, na cama -, ficar sem conexão é praticamente uma questão de sobrevivência.

Eu estava pensando em trocar de operadora recentemente mas acabei não fazendo isso, e quando resolvemos ir de última hora pra Ubatuba no fim do ano eu acabei ficando sem qualquer sinal de internet. Até conseguia fazer ligações, mas quem faz ligações hoje em dia se não for um assunto urgente? Então fiquei sem acesso à Facebook, Instagram e Whatsapp por uma semana.

DetoxDigitalMagentinha

Nos primeiros dias foi meio difícil. Eu fiquei meio entediada em alguns momentos, até cheguei a tirar fotos e colocar pra postar no Instagram (assim elas subiriam de uma vez quando eu chegasse em São Paulo) mas acabei deletando e deixando pra postar depois. Nos primeiros dias nós fomos até o centro de Ubatuba mas nem lá eu tive um sinal decente que desse pra ver qualquer coisa direito, e foi aí que eu percebi que ia ter que superar esse vício.

A coincidência é que eu estava terminando de ler o livro da Arianna Huffington que já falei no meu vídeo de Favoritos 2014, e ela fala sobre essa necessidade que nós temos de ficar conectados o tempo todo e como isso faz mal pra nossa saúde. Não conseguimos desconectar nossa mente do trabalho e dificilmente temos um tempo só pra nós. Resolvi que esses dias eu ia esquecer que existe rede social e simplesmente tomar cerveja na piscina, comer churrasco, terminar meu livro e curtir meu namorado.

E foi isso que aconteceu: eu só usei o celular pra tirar umas poucas fotos. Nós levamos a Polaroid Cube (um post sobre ela entra em breve) com a capa pra tirar fotos debaixo d’água. A casa em que ficamos era de frente pra praia, literalmente, então nós dificilmente ficávamos na praia (acho que só precisei levar bolsa uma vez). Costumávamos sair da casa pra entrar no mar e voltar, ou pra caminhar de manhã e no fim do dia. Fomos em outra praia, pegamos uma trilhinha, mas nenhuma dessas vezes eu levei alguma coisa comigo, muito menos o celular. Não rolou a clássica selfie debaixo do guarda-sol, a maior parte das fotos é dos bichos que moravam na casa (um gato e um cachorro, já postei foto deles depois que voltei no meu Instagram).

Eu percebi que foi muito mais leve não passar uma semana lendo as pessoas reclamando da uva passa no arroz ou de qualquer coisa que seja. A gente usa muito as redes sociais pra desabafar, e isso pode até dar um pouco de alívio na hora, mas ler os desabafos e reclamações de todo mundo o tempo todo traz um peso pra nossa vida que não existia antes. Lembra quando o Orkut só servia pra fazer amigos e postar fotos? Hoje todo mundo quer dar a opinião e mostrar como está mais insatisfeito com a vida, com o governo e até com as celebridades. Não tem nada de errado em estar insatisfeito com a política atual, mas só reclamar no Facebook não muda muita coisa. Eu fico particularmente exausta lendo meus feeds, e não tive esse sentimento na minha semana de detox digital.

Agora que estou de volta, estou tentando usar menos algumas redes sociais. Claro que preciso estar nelas por causa do blog, do trabalho e tudo mais, mas eu andava postando muito no Facebook e acabava entrando em discussões que só me deixavam irritada. A real é que a gente não pode impedir as pessoas de pensar de forma diferente, e algumas delas não querem aceitar sua opinião, então 99% dessas discussões online não levam a lugar algum.

Também parei de ficar grudada no celular antes de dormir. Tenho lido ou visto algum filme/série e deixo o celular na cabeceira. Quando acordo, vou primeiro escovar os dentes e lavar o rosto antes de ler meus feeds, e fiz uma boa limpa nas minhas assinaturas.

Que tal começar o ano com uma vida menos dependente da internet? Aposto que estamos perdendo muita coisa que acontece fora dessa telinha.

Meta #1 pra 2015: viver mais a vida offline!

  • Mil parabéns! Você curtiu bem as férias e não perdeu nada das piadinhas com uvas passas que eu tive que ler esse ano (muito menos das piadas sobre o look de Dilminha na posse, sobre a revisão dos piores momentos de 2014, a relembrança do 7×1 e por aí vai). Pra mim ainda é um pouco difícil, percebi que ando mesmo grudada no celular; checo o whatsapp toda hora, é difícil não me ver online. Acho que preciso de detox, mas cadê praia pra me ajudar? kkk

    Acho que preciso de distração produtiva, o ócio faz a gente grudar mais nos aparelhos, né? :(

    • as piadas da dilma ainda peguei um pouco, o povo ainda não tinha superado quando eu voltei!
      o melhor é se distrair com algo que você goste! tanto no trabalho quanto em casa. tenta se apegar num livro bem bom, aposto que vai esquecer o celular um pouco!

  • Fernanda

    PERFEITO!!! “A real é que a gente não pode impedir as pessoas de pensar de forma diferente, e algumas delas não querem aceitar sua opinião, então 99% dessas discussões online não levam a lugar algum.”

  • Laro

    Nossa, me lembro do meu desespero em 2012, sem celular, sem computador, sem nada… Ficava o dia inteiro dormindo e comendo, até que resolvi usar esse tempo livre pra fazer algo útil. Não funcionou, mas eu pelo menos sobrevivi ao detox (não conhecia esse termo) e agora to precisando de outro tempo desses, to ficando mal de tanto ficar nas redes sociais, mas não consigo parar (é o que todos dizem…). To tentando ficar só no whatsapp e atualizando o blog, mas é dificil. O importante é tomar iniciativa.

    http://sailorlaro.blogspot.com/

    • Faz bem! Tenta tirar umas férias onde não tenha internet :)

  • Tudo que eu precisava era de uns dias assim, longe de tudo e todos. Longe de celular também. Se bem que aproveitei o recesso pra desplugar, de alguma forma. Passei certas discussões e debates, uma pseudo-alienação de ambientes onde você sabe que não vai dar em nada.

    E que venha 2015 cheio de bons ventos, né? A gente merece! <3

  • Eu tbm sofri um “detox digital”, mas por vontade propria. Acabei consando de ficar onlie direto, vendo as pessoas na internet sendo estupidas… Então de desconecteipor 10 dias. Sem twitter, sem instagram, sem facebook, sem blog, sem nada.
    E devo admitir foi um dos melhores periodos que já tive. Todos deveriam esperimentar um pouco disso: Viver a vida mais offline!

    xx
    http://www.eternaanprendiz.com