Instagram

Follow Me!

Uma carta para a Dani de 17.

Dani,

Daqui a dez anos você não vai mais dar mosh.

Não vai ter show no Hangar 110 toda sexta-feira. A maior parte das bandas que hoje você ama não existirão mais, seus amigos músicos vão virar publicitários com relacionamentos estáveis. O beijo triplo (quádruplo, quíntuplo) não vai mais estar na moda.

Você vai aprender a comer peixe cru. E vai poder pagar a pizza inteira com seu próprio dinheiro. As festas não vão custar mais 10 reais consumíveis. E, por favor, não tome aquele shot de tequila – você é completamente alérgica e vai ficar parecendo um baiacu, sua mãe vai precisar te buscar na porta da balada e vai ser vergonhoso.

Você vai se apaixonar muitas vezes até lá. Amores de verdade serão poucos e você só vai perceber isso depois que tiverem passado. Se prepare pra ter esse coração partido um punhado de vezes. Pra chorar e pensar que não vai dar, que dessa vez não vai dar, mas aí você vai levando até que um dia dá. Um tijolinho rosa por vez, você reconstrói o seu castelo.

Fraqueza nunca foi uma das tuas características.

Vai descobrir que trabalho é uma coisa difícil. Você sempre soube o que quis fazer e um dia vai se tocar de que não precisa de nada além da sua força de vontade pra fazer acontecer. Não deixe ninguém calar teu talento. Não deixe ninguém te colocar pra baixo e de dizer que você é menos do que realmente é.

Danny Vicious, larga o fotolog e lê o que eu tô te dizendo pois não trago apenas más notícias.

Daqui a dez anos você vai estar mais bonita. E, pela primeira vez, vai se olhar no espelho e realmente se sentir assim. Vai descobrir seus pontos fortes e fracos, aprender a se maquiar mas também se sentir sexy sem precisar de uma gota de corretivo no rosto.
Vai perceber que tem amigos de verdade e que eles são poucos. Que uma festa pra cinco pessoas que te amam muito é mais divertida que uma festa pra sessenta que na verdade não se importam.
Vai descobrir o que quer fazer da vida. Já te aviso que ainda não descobrimos como chegar lá, mas sinto que estamos perto. Talvez a Dani de 37 apareça pra te mandar uma carta também e tudo tenha mudado. E tudo bem, porque aqui descobrimos que a vida é completamente inesperada.

Dani, não desiste. Eu sei que às vezes você quer desistir, fechar os olhos e não acordar. Eu sei que você sentiu dor demais pra uma vida tão curta. Eu sei que foi uma merda, mas já passou. Uma nova cidade te traz um milhão de oportunidades mas você não vai precisar fugir pra recomeçar. E isso que você precisa aprender a ver: todas essas possibilidades estão bem na sua frente esperando pra serem agarradas.

E amanhã sempre pode mudar tudo.

Esse post é uma blogagem coletiva do grupo ROTAROOTS, inspirada em uma publicação do Hypeness.

  • Luh Testoni

    Que lindo, Dani! É incrível como a gente muda em 10 anos, né? fazendo a minha carta, parecia que eu tava escrevendo pra outra pessoa ( porém chorando rios) ahahhaahah

    • Acho tão difícil escrever essas cartas, porque a gente precisa rever tudo o que se passou e nem sempre é gostoso, né? Chorei muito, me emocionei demais! E vi o quanto mudei… se a Dani de 17 realmente pudesse ver acho que tudo seria mais fácil…

      • Helen Rox

        Também fiz esse post… e é tenso parar e relembrar tudo! Mas é bom ver que as dores passaram, e nos fizeram o que somos hoje.

        Também acho que o eu de 10 anos atrás ficaria aliviada em saber que passou dos 24, e que todos os monstros nem eram tão monstros assim… bju!

        helencoppi.wordpress.com
        facebook.com/hc.myplace

  • Bruna

    Vendo essa foto, fiquei com vontade de escrever também. O eu de 10 anos atrás talvez não precisasse de tantos conselhos e verdades quanto o eu de 2006. Sei que ignoraria todos eles, mas ao menos teria alguma certeza de que tudo acabaria bem, ainda que não da melhor forma…
    Adorei a sua!

  • Neli Carpinter

    Olá!
    Escrever essa carta para mim foi uma terapia. Adorei a sua!
    Bjus

  • Olha, eu ainda não aprendi a comer peixe cru, mas a pizza já ta saindo do meu bolso sim. Adorei a parte dos músicos virarem publicitários.

    E sobre estarmos nos vendo mais bonitas hoje é uma realidade, tenho visto isso na cartinha de quase todo mundo, inclusive na minha. Acho que passamos a nos conhecer e nos aceitar melhor com o passar dos anos.

    Boa semana. Bjoos

    http://resenhandosonhos.com

  • Rafa

    Me identifiquei muito com a tua carta,principalmente no último paragrafo! E adoro teu jeito de escrever(cê só pode ser redatora haha) Adoro seu blog! Parabéns

  • Sharon

    Oie.
    Adorei a tua carta. Muitas dessas coisas eu diria pra mim mesma. Sempre pensamos “e se eu soubesse disso na época” e tals, mas será que faríamos diferente ?

    Bjooos