Instagram

Follow Me!

à direita, eu em 2011 com 71kg. à esquerda, mês passado, com 63,5kg.

Sobre perder peso e força de vontade.

Eu não sou gorda. Mas não gosto do meu corpo. Cheguei aos 71kg em 2011, perdi vários – não sei muito bem como, na verdade – e hoje tenho 63kg. Sempre pesei 58kg minha vida inteira. Poderia e deveria perder alguns vários quilos, e uns bons centímetros de gordura localizada. O que incomoda não é o corpo dos outros. Meninas gordinhas e maravilhosas brotam na minha timeline o tempo todo. É no espelho que mora meu monstro. Mas eu não mudo.

Meu problema? Força de vontade.

à direita, eu em 2011 com 71kg. à esquerda, mês passado, com 63,5kg.

à esquerda, eu em 2011 com 71kg. à direita, mês passado, com 63,5kg.

Quantas pessoas conseguem admitir que é esse o problema? Muito poucas. A gente tá acostumado a só ficar reclamando e arrumando desculpas pra não fazer nada nunca. “Ah, tenho dificuldade em acordar” e “ah, mas não tenho tempo pra fazer academia”. A desculpa de não ter dinheiro, confesso, é bem real no momento. Mas eu disponho de 1) uma internet cheia de torrents de DVDs de ginástica que um monte de gente usa, tipo o Jillian 30 Day Shred 2) uma bicicleta ergométrica 3) um kinect com jogos de dança que fazem você suar e perder várias calorias. Porque diabos eu não estou fazendo nada? Porque semana após semana eu vou no mercado e compro legumes e salada e a parada acaba estragando na minha geladeira?

Eu não sei. É o tal do auto boicote. É mais fácil olhar no espelho e chorar, ficar infeliz, reclamar que não pode usar um vestido justo porque fica feio no corpo. Eu admiro muito pessoas que superaram isso e hoje tem uma vida saudável. Na quinta-feira fatídica que eu precisei correr muito percebi o quanto me faz falta algum exercício: passei quatro dias com o corpo extremamente dolorido. Claro, não foi só da corrida, mas sim também do stress (com o nervosismo meus músculos devem ter entrado em pane enquanto eu corria).

Eu não suporto o ambiente de academia, então preciso fazer outras coisas que saiam da esteira e dos aparelhos. Gosto muito de natação e sou boa nisso (fui elogiada pelo salva-vidas do Sesc duas vezes :D). Também gosto MUITO de boxe. E dançar é uma grande paixão. Talvez esteja aí a resposta pra todos os meus questionamentos.

O que vocês fazem pra vencer a batalha diária contra o edredom quentinho e ter um estilo de vida mais saudável?

  • monicamarch

    Aff. Estou na mesma. Faz 41 anos. Acho que falta mesmo vergonha na cara. Mas um personal iria ajudar muito. Cadê $$$? Vamos pedir pra Dilma uma parte da verba pro cabelereiro? :/

    • Eu se Dilma fosse também gastaria essa grana toda. AH se eu pudesse…

  • amanda

    Nossa, estou na mesma!
    Tentando vencer minha preguiça e me reeducar na alimentação.
    O que eu tô fazendo é tentando alcancer 1 meta por semana, e tem sido bem hard!
    Por exemplo ficar sem doce, ou sem beber. :(
    Eu espero parar com esse auto boicote rápido. E Espero perder 5 kilos até dezembro ;/

  • camillehabib

    Também sempre me senti desse jeito que você descreveu no post.. só adiando, sempre, mesmo odiando como o biquini ficava em mim quando ia para praia. Foi quando precisei correr também – na verdade era uma ladeira – que vi o quanto eu “morri” pra subir aquilo correndo… Além de que tenho um problema no joelho que só se trata com exercícios.

    Não tive escapatória: entrei no final de janeiro na academia, comecei a caminhar e hoje me apaixonei pela vida e alimentação fitness.

    Acredite: o mais difícil é começar… e você vai conseguir ;) Comece pelo video game mesmo, e vá dançar, se divertir… boa sorte!

    Bjs
    Ca

    • Ei, obrigada :))) Vou tentar mesmo, preciso começar por algum lugar…

  • Vívian Freitas

    Depois de mais de um ano ensaiando entrar na academia, fiz isso mês passado. Mesmo pagando uma fortuna, sou meio relaxada e já deixei de ir várias vezes – eu faço às 7h da manhã, aff! O primeiro passo eu dei, pelo menos isso. rs

    • Vih, paguei um ano de Runner, uma grana… e não fui! Não gostei da galera que ia, os caras eram muito babacas, e os horários das aulas que gostava eram muito ruins… É foda, academia é mega difícil pra mim, não me adapto…

      • Vívian Freitas

        Eu não sou muito fã também, mas é o que tem pra hoje… Eu queria mesmo é fazer yoga ou pole dance, mas é ainda mais caro e não cabe no meu bolsinho :/

  • Bia

    Como dica, já que não gosta de academias tradicionais, já tentou academias femininas?

    Falando um pouco de mim: sempre pratiquei esporte (capoeira e futebol, dos 11 aos 14), depois continuei jogando futebol esporadicamente, dei aquela paradinha na época faculdade + estágio e depois trabalho + pós, mas sempre senti falta de me exercitar.

    Sempre preferi os esportes coletivos, aprender algo, mas sentia dificuldade em me manter realizando essas atividades depois de “velha”. Foi quando abriu uma academia feminina pertinho da minha casa – entre ela e o metrô. Fui uma das primeiras e me inscrever e hoje deve fazer uns 3 anos que frequento (com aquela pausa no inverno, que ninguém merece, né?!).

    Hoje faço academia (das femininas) 3 vezes por semana, com treinos locais. Sinto falta de fazer aeróbico, mas confesso que tenho preguiça. Na maioria dos dias, o que me motiva a ir treinar é me superar – ter mais força, fazer um movimento com mais peso que na semana anterior, sentir aquela dorzinha muscular no dia seguinte e saber que eu fiz o exercício como deveria fazer e que em alguns dias, já terei superado isso. Adoro reparar um músculo um pouco mais definido e minha felicidade na segunda feira foi ter aumentado 5kg no leg press o/ haha!

    Enfim, a resposta para ter mais motivação é o que você falou mesmo – encontrar o que gosta e se dedicar. Já ouvi dizer que leva 21 pra uma atividade virar um hábito – pega cada uma das coisas que você gosta e tenta fazer por 21 dias, se passar nesse teste, talvez seja a resposta definitiva do que você deve fazer :)

  • decooy

    Eu tenho a sorte de curtir a rotina da academia. É mais fácil pra mim, que ainda trabalho e faço faculdade ao mesmo tempo, então me sobram apenas 2 horas por dias pra parar e pensar na vida, o que é bem fácil de fazer enquanto eu fico repetindo exercícios num aparelho. Mas até criar a coragem de realmente levantar a bunda e ir fazer minha inscrição e fazer a primeira aula foi um sacrifício. Levei meses!!!

    Depois o trabalho psicológico de me forçar a frequentar com regularidade, mesmo quando estava chovendo ou eu estava muito cansada. O que me ajudou foi definir dias certos: toda segunda, quarta e sexta. Sem desculpas. E se eu falto algum desses dias, me obrigo a compensar fazendo uma caminhada mais longa naquele dia para o trabalho ou para casa. Mas toda vez que penso em escapar um dia, tenho aquele diálogo interno “Lembra aquela barriguinha que você tanto quer? Desse jeito não vai chegar lá nunca!”.

    Após 3 semanas frequentando a academia regularmente, tivemos aquela semana de protestos em SP e ficou difícil frequentar, já que os pontos de protesto sempre eram próximos da academia. Acabou que, na semana seguinte, eu já estava sentindo uma falta enorme e morrendo de vontade de voltar. Foi uma surpresa perceber como eu tomei gosto pela coisa e consegui encaixar na minha rotina aos poucos. No fim das contas, acho que é tudo uma questão de hábito: Você se habitua a fazer exercícios, se habitua a um cardápio mais saudável, se habitua ao saudável.

    O ser humano é um animal domesticável! O mais difícil é o primeiro passo… Depois é só seguir o flow. :)

    • Bia

      Haha, eu me sinto bem culpada quando falto também e faço de tudo pra compensar (fazendo outros dias ou pelo menos uns abdominais em casa) :D

      • decooy

        Hahahaha É o jeito!

  • Gabi Munin

    O lance é levar a roupa na mochila e ir pra academia direto do trabalho, sem passar em casa. rs

  • Lilian de Oliveira

    dani, realmente é ter algo q te traga ânimo. Cheguei a perder 20kg com o muay thai. Ficava louca esperando a hora do treino e me sentia agoniada qdo por algum motivo não dava pra ir. Na época eu queria competir e isso me incentivava demais.

    Depois de um tempo a tireóide desregulou, eu ja num tinha mais aquela espectativa da novidade de competir lutando e ainda veio uma mina se destacando. Tudo isso contribuiu para eu engordar e reduzir os treinos e a intensidade deles. Ainda curto muito o muay thai e ainda quero voltar a competir e agora me falta um pouco dessa vontade, dessa força e agora que ganhei 30kg e to no pico da obesidade da minha vida, tudo me desanima um pouco como roupas de ginastica mesmo q não caem bem e acabam atrapalhando, a grana pra comprar essas roupas mas o que pega mesmo é a alimentação ruim que nunca arrumei mesmo com os treinos fortes e a força de vontade para focar nisso. Meu foco hoje é a carreira e meio q desisti de tentar focar em profissão, relacionamentos (namorado e amigos) + emagrecimento.

    Resultado, estou indo bem na profissão, com namorado, mas estou sem amigos e gorda. Acho q a questão no momento é prioridade, faço até terapia com psicólogo, porq eu me frustrava muito em tentar tudo e cansava demais, não fazia nada direito. Talvez quando o profissional tiver mais ajeitado ou descubra outra atividade que me ajude a me empenhar mais…

    tenta ver se tem algo novo que queira fazer pra te dar esse ânimo, mas substituir algumas coisinhas na alimentação aos poucos vai ajudar mto. Eu consegui trocar muitas coisas q não são das mais saudáveis, mas melhores e que não fizeram a MENOR diferença em termos de prazer em comer heheheh

  • helena agra

    eu sempre odiei academia, mas as dores na coluna e a impossibilidade de pagar um pilates fizeram eu me render! faço na hora do almoço, pois tenho 2h de intervalo… felizmente o ambiente é bem tranquilo, nada de.pessoas que me façam.sentir constrangida! como aqui em portalegre faz muito frio no inverno, eu saio de casa sem lavar o cabelo, aí me obrigo a ir por conta do banho! hehehe

  • Camila Carioni de Ávila

    Bom Dani, eu sempre fui do tipo que gosta de exercícios físicos então passei a vida toda com a batalha contra o edredom ganha. Precisava pegar 2 ônibus para voltar pra casa da escola, e as vezes voltava a pé só pela oportunidade de ficar andando (e tinha tempo rs). Minha mãe conta episódios de quando eu era pequena (7 anos) e não ia pra escola nem saia, então sobrava energia, e eu ficava correndo em volta do sofá. Hoje, que não sobra tanto tempo, ainda consigo treinar Karatê e Jiu Jitsu em dias alternados.
    E.. já que você gosta de boxe, vá atrás de uma academia que tenha, faça as aulas de teste e vê se você se integra ao grupo. As aulas de luta têm uma vantagem além da musculação, você usa a energia na aplicação de técnicas e faz amigos. Uma vez integrada na equipe você tem uma motivação a mais para ir no treino, vai ter amigos perguntando “e aí? pq não foi ontem?” e vai acabar indo para vê-los.
    Sem contar a liberação de todo estresse acumulado =) E a dieta vem por tabela, pq querendo melhorar seu desempenho precisa comer melhor, é sensível no treino quando você se alimentou bem, e quando se alimentou mal.

  • Bia Lima

    eu sempre fui magrela, com muito custo cheguei a 50 quilos, porque fiz tratamento, em 2011 ganhei mais de 10 quilos, pra mim foi muito, pra quem com muito custo chegou à 50, do nada 64 foi impactante, digamos, e toda as roupas ficaram esquisita, e de bonus veio uma barriga, e coxas que não cabiam em calças e de 36 do nada tava suando até 42, emegreci, voltei pra casa dos 50, mas mesmo assim meu corpo não me agrada, queria fazer academia, mas me falta tempo, me falta coragem, e quando penso nisso, penso e tanta coisas que precisaria comprar e acaba sendo o motivo para eu adiar mais ainda. Díficil. :( Obs. você é linda, de verdade.

    • Bia

      Sobre ter que comprar coisas, fazer academia feminina é legal pq a mulherada é mais velha e desencanada de roupa legal e mimimi (só aconselharia comprar um tênis bom pra evitar problemas posteriores) :P

  • Heber

    Gorda? kkkkkk

    cada uma que eu leio! essas mulheres são uma comédia

    Na foto não veja nada de gorda. eu pegava FÁCIL! rsrs

  • dcrvlh

    Você tá mais linda ainda.

    http://blogdanielice.blogspot.com.br/

  • fafa

    tudo hoje é esforço ate levantar da cama fica difícil com notebook,celular,controle de tv do lado dela..tenho criar coragem e afastar isso de mim..uui

  • Paula

    Esse é meu problema também! Engordei 20kg em 4 anos e não consigo perder por nada, comecei a fazer acompanhamento com a nutricionista, perdi 4kg, desandei e engordei tudo e mais um pouco :( voltei pra academia, mas tenho um sério problema com doces e aqueles assaltos à geladeira pra comer qqr coisa..seu texto me ajudou a refletir, é realmente difícil, mas não é impossível, Obrigada.

    ps: vc é linda assim!!

  • Deborah Scheffer

    Você provavelmente tem três problemas:
    1. Hiperinsulinismo (recomendo o blog do Dr. Souto)
    2. Hábitos que engordam (ou impedem de emagrecer) – Recomendo a leitura do livro o Poder do Hábito.
    3. Dificuldade em criar hábitos saudáveis (o livro acima também ajuda).