Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Tag Archives:  receita
SucoVerde2

Suco Verde da Dani

Nos últimos tempos a internet foi inundada por receitas diversas do tal suco verde. O líquido de aparência bizarra promete mil e um benefícios, inclusive ajudar no emagrecimento e outras coisas. Eu acho que nada faz milagre nessa vida, mas não se pode negar que o suquinho tem um monte de vitaminas que ajudam em várias coisas (unhas fracas, retenção de líquidos, etc). Só que assusta aquele líquido verde e nojento no copo.

Gente, não é ruim. É bizarro colocar couve num suco? É sim. Mas é uma questão de costume. A Couve quase não tem sabor mas tem muitos nutrientes, então tudo depende do que você mistura! Vim dar a minha receita favorita pra tomar de manhã. Não encontrei ela em lugar nenhum, foi só um resultado de experiências. Também não sei exatamente no que ela me ajuda, mas sei que é gostoso e sacia minha fome de bisnaguinha às 8h da manhã! Quando eu tomo todos os dias minhas unhas ficam mais fortes (elas são super quebradiças) e eu sinto muito mais disposição para sair de casa.

SucoVerde2

Ingredientes:
Suco de 3 laranjas (espremido na hora, aproveita e já faz exercício pro braço)
Uma folha de couve
Meia maçã (com casca)
Um pedaço de gengibre do tamanho do seu dedão (vejam como sou específica)
Uma colher de chia ou linhaça, se quiser

Bate tudo no liquidificador por uns três minutos. Não é recomendado coar, então se você achar que ficou muito espesso pode colocar um pouco de água, pedras de gelo ou até mesmo mais suco de laranja. Depois é só tomar. É bem gostoso!

SucoVerde1

Tem algumas outras variações que eu faço às vezes como, por exemplo:
– água de coco + abacaxi + couve
– laranja + cenoura + couve
– limão + maçã + hortelã + abacaxi + couve

Ainda não provei aquele suco verde pronto da marca Do Bem e nem daquelas outras que entregam todos os dias. Alguém já? O que acharam? Às vezes é melhor pra quem não tem tempo ou liquidificador em casa, mas eu gosto do ritual de comprar os ingredientes e preparar meu suco. Uma dica pra couve não estragar na geladeira é bater com um pouquinho de água e congelar em formas de gelo – ela perde algumas propriedades nutritivas, mas não todas, e seu suco ainda fica geladinho.
E quem aí tem sentido os efeitos do suco verde? Conta nos comentários!

 

#CasalNaCozinha: Sopa de Milho, Queijo e Bacon pra acabar com o frio.

Ontem tava um friozinho, eu estava morrendo de cólica e preguiça de segunda-feira. O dia perfeito pra fazer uma sopa bem gostosa! Problema: eu nunca tinha feito uma sopa na vida. Dei uma olhada na internet e pensei que não deveria ser difícil… mas nenhuma receita me agradava. Então resolvi inventar uma!

Essa receita não é bem um #casalnacozinha porque eu fiz tudo sozinha, né? Estou pensando seriamente em mudar a tag para #CruzNaCozinha, hahaha!

Mas vamos ao que interessa: vou ensinar vocês à fazer uma Sopa de Milho, Queijo e Bacon. Fica uma delícia, bem gordinho, altamente não recomendado para quem está de dieta – mas deixa muito feliz.

Ingredientes:
2 dentes de alho
Um pedaço de bacon (a quantidade depende da sua paixão pelo porquinho)
400g de mussarela ralada (pode substituir por parmesão se gostar mais)
2 latas de milho verde
1 caixinha de creme de leite
1 xícara e meia de leite
1 tablete de caldo de legumes (pode substituir por sal a gosto, se preferir)

No liquidificador coloque o milho, o leite, o creme de leite e o tablete de tempero e bata bem. Enquanto isso, pique o bacon em cubinhos bem pequenos (precisa ser pequeno mesmo, senão eles vão ficar estourando na panela e não vão ficar crocantes… e eu acho que não tem nada pior do que bacon meio cru) e coloque numa panela alta com o alho picadinho ou moído e um fio de azeite. Quando o bacon estiver bem fritinho, coloque o conteúdo do liquidificador junto na panela. Deixe em fogo médio até levantar fervura e então coloque 2/3 do queijo e mexa enquanto derrete! Aí é só colocar nos pratos ou potinhos, colocando o restante do queijo por cima.

Fácil, né? Aproveita enquanto tá frio no inverno, porque daqui a pouco volta a fazer trinta graus de novo.

#casalnacozinha: fizemos a receita ganhadora da promo do #DiaDoMiojo!

Essa semana, com fogão devidamente instalado e gás de butijão funcionando, fomos estrear nossa cozinha rosa – sim, ela é ROSA e combina com o blog – fazendo a receita que venceu a promoção do Dia Supermercado que rolou aqui no blog e premiou a melhor receita feita com macarrão instantâneo!

A vencedora foi a merecidíssima Telma, com uma receita que incluía legumes e shoyu… nham! Com vocês, as palavras da própria Telma ao nos ensinar essa receita incrível:

coloca o miojo pra fazer conforme as instruções. enquanto isso, corte em fatias BEM FINAS meia cebola, e frite em +ou- uma colher de azeite, até a bonitona começar a ficar morena. sabe aquele pacotinho de vegetais mistos congelados? imagine que eles já estão descongelados conforme as orientações da embalagem, e que vc já picou tudim. (eu curto a mistura tailandesa da marca Daucy, que vem brocolis, ervilha torta, cenoura e milho, mas se vc não tem isso vale usar o que tiver na geladeira: cenoura ralada, abobrinha, milho, ervilha, azeitona, palmito) Os vegetais? Junta com aquela cebola exxxxperta, dá aquela fritada de leve, coloque mais umas ervinhas desidratadas, como salsa/cebolinha ou o que tiver em casa. Estamos bem até aí? Agora vc junta shoyu, deixa mais um minutinho no fogo, junta o miojo já cozido e escorrido (é bom que ele fique “al dente”), chacoalha pra cá, chacoalha pra lá, e teu prato tá lindo. um miojo+um pacote de 300 gramas=jantarzim pra duas pessoas, tranquilamente. 

ps: o mesmo procedimento eu faço com aquele arroz branco sem graça de ontem, com a diferença de acrescentar páprica ou curry, pois cor é tudo de bom na vida.

Ficou uma delícia e tá super aprovado. Nossas adições já com o prato na mesa foi um tantico de alho frito e um pouquinho de queijo ralado. Fica divino! Ah, também fizemos dois pacotes, já que temos um ogro em casa (e não sou eu).

Estou ansiosa pelo próximo #casalnacozinha! Talvez estréie minha recém-adquirida wok. O que acham?

#casalnacozinha edição WINNING.

Semana passada compramos uma posta de salmão mas não fazíamos idéia de como preparar – eu não tinha nem feito arroz até pouco tempo atrás, muito menos salmão. No dia anterior minha mãe falou pra gente fazer com um creme e eu resolvi fazer creme de milho e purê, já que tava meio gripada mesmo e era o que tinha na geladeira.

Resultado: o melhor #casalnacozinha que já fizemos.

O creme de milho foi feito totalmente no chute – como a maior parte das coisas que tenho feito.  Coloquei o milho com água e tudo e um pouco de leite no liquidificador – nota, comprar um liquidificador novo antes que o atual exploda – e depois coloquei na panela com uma colher de maizena, mais um pouco de leite, sal, pimenta e meio tablete de caldo de legumes. Fiquei mexendo até ele adquirir uma consistência que eu julguei decente e pronto.

O salmão colocou pra marinar no mesmo esquema que tinha feito com a pescada, mas por muito menos tempo. Aí joguei na frigideira com um pouco de manteiga e esperei ele começar a desmanchar. Eu tenho PAVOR de peixe cru – comida japonesa, au revoir – então esperei ele ficar bem sequinho.

Gente, ficou uma delícia. O Chicó repetiu umas mil vezes e quase raspou a panela do creme de milho.

#casalnacozinha: onde achar receitas e dicas?

Vou ser sincera com vocês e falar que o Casal na Cozinha dessa semana falhou big time. O Chicó tentou fazer uma receita dele, sem eu meter o bedelho – pelo menos na maior parte dela, não consegui ficar fora de tudo. Mas foi no dia seguinte que nós assistimos o filme da Bruna Surfistinha – mais sobre isso em outro post – e eu tinha feito o download do livro. Ele deitou na cama pra ler comigo e pronto, o negócio queimou :(

Enquanto o fim de semana não chega pra gente fazer outras receitinhas simples e gostosas, vou falar pra vocês onde encontro inspiração pra me aventurar na cozinha! Em primeiro lugar, a feira. Amo fazer feira e ir junto com ele é demais. Ainda tô tomando coragem pra comprar uma peça de salmão e fazer algo bem gostoso!
Além disso, gosto de pesquisar receitas em sites de receitas. O site do Mais Você tem as receitas que a Ana Maria faz no programa – que eu não assisto, mas tem umas receitas bem gostosas por lá. O CyberCook e o TudoGostoso são os que eu mais entro, porque além das receitas oficiais do site também tem receitas que as pessoas mandam, e ainda dá pra comentar lá se gostou ou o que achou.

Um site muito legal que postaram no twitter outro dia foi o Foodily. É uma mistura de rede social com busca de receitas muito legal. Algumas são em inglês e talvez alguns ingredientes não sejam encontrados aqui, mas todos podem ser fácilmente substituídos com uma pitada de criatividade :) Você pode selecionar receitas que gosta e criar um evento no Facebook com seu menu pra convidar seus amigos pra uma dinner party!

#casalnacozinha: omeletão lindo!

 

dois fatores dificultam o #casalnacozinha aqui no blog. a primeira é uma panela maldita que cisma em queimar sempre no mesmo lugar, não importa o que eu faça – brigadeiro, arroz, até molho de tomate. a segunda é a falta de acessórios necessários na cozinha da casa do Chicó. Talvez tivesse uma terceira, que é nossa total falta de experiência e habilidade com as panelas, mas na verdade essa tag é nosso estímulo pra continuar aprendendo a cozinhar, então em vez de uma dificultade é a razão pela qual comecei a postar nossos experimentos toscos aqui no maismagenta.

não somos cozinheiros, essa tag não é alta gastronomia: somos apenas um casal de vinte e poucos anos aprendendo aos poucos a se virar com um salário condizente com nossa idade além de todas as outras coisas que vem com a vida moderna: falta de tempo, cansaço, e por aí vai. são receitas simples, pra você se virar sozinho em um dia sem paciência pra ficar horas na cozinha. foi em um dia desse que eu fiz o omeletão lindo!

Lindo e muito gostoso!

pra fazer dois omeletões lindos você vai precisar de:

3 ovos
tomate cortado em cubinhos
cebola cortada em pedaços pequenos

queijo mussarela ou prato cortado em quadradinhos
sal
pimenta
temperos que você goste – eu usei pimenta e alecrim.

é muito fácil e não tem erro: bate bem os ovos (a gema e a clara juntos) até ficar homogêneo e não ter mais nenhum pedaço de gema inteiro. depois mistura tudo e coloca numa frigideira média, que já deve estar com um pouco de óleo (pouco! não muito. só pra não grudar). quando estiver começando a dourar, pegue com uma espátula por baixo e dobre no meio. aí fica lá fritando a gororoba até os dois lados estarem bem douradinhos. ta-da! refeição completa, que enche a barriga e demora nem dez minutos pra fazer. eu fiz esse sozinha enquanto vossa majestade imperial o Chicó fazia sei lá o que, então é o grau mais fácil de cozinha que a pessoa pode chegar.

:) semana que vem tem mais!

casal na cozinha: batatas assadas recheadas (ou baked potato de pobre)

estréia da tag nova! eu e o chicó temos nos aventurado muito na cozinha. eu sou do tipo que não sabia cozinhar nem arroz, mesmo morrendo de vontade de aprender. aí que perto da casa dele tem, aos domingos, uma feira incrível – com destaque para a barraquinha de temperos, que a moça é a mais simpática do mundo.

procuro patrocínio de câmera fotográfica decente. tratar aqui.

esse domingo o chicó comprou dois reais de batata. sabe o que é isso na feira? é MUITA batata. aí nós, na larica de domingo a noite, nos aventuramos em fazer batatas assadas recheadas. a receita que vou colocar abaixo é pra duas pessoas, e como batata enche muito, uma batata grande dá duas porções pra cada um. ou seja… com dois reais de batata, dá pra comer isso por uns dez dias. não uso muito medidas, o segredo é fazer tudo no olho.
a receita a gente compartilha com vocês aqui:

o que você vai precisar:
duas batatas grandes
requeijão
sal
queijo ralado
queijo mussarela
temperos à gosto – no nosso caso, pimenta do reino e alecrim.

como fazer:
cozinhe as batatas com casca e tudo até elas ficarem macias. então coloque numa assadeira e corte no meio, depois cave um buraco em cada metade. tome cuidado nessa hora – é preciso ter sorte com o ponto da batata, já que algumas das nossas se desmancharam quando estávamos cavando. coloque o que você tirou das batatas em um pode e misture com uma pitada de sal, requeijão, pedaços de mussarela e os temperos de sua preferencia. coloque o requeijão até virar um purê denso. a quantidade vai variar dependendo da quantidade de batata que tiver, duas colheres bem cheias deve dar.
recheie as cavas da batata com essa pasta e coloque por cima uma fatia de mussarela e queijo ralado à gosto.

depois, coloque no forno pré-aquecido por uns minutos para gratinar.

dica: você pode colocar o que quiser no recheio da sua batata. depois que fizemos essas tive mais mil idéias de recheios! ricota, azeitonas, bacon, soja, tofu, e o que mais sua imaginação e suas restrições alimentares permitirem.

pronto! é só se deliciar. e cuidado pra não queimar a língua! :)