Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Tag Archives:  dica
SucoVerde2

Suco Verde da Dani

Nos últimos tempos a internet foi inundada por receitas diversas do tal suco verde. O líquido de aparência bizarra promete mil e um benefícios, inclusive ajudar no emagrecimento e outras coisas. Eu acho que nada faz milagre nessa vida, mas não se pode negar que o suquinho tem um monte de vitaminas que ajudam em várias coisas (unhas fracas, retenção de líquidos, etc). Só que assusta aquele líquido verde e nojento no copo.

Gente, não é ruim. É bizarro colocar couve num suco? É sim. Mas é uma questão de costume. A Couve quase não tem sabor mas tem muitos nutrientes, então tudo depende do que você mistura! Vim dar a minha receita favorita pra tomar de manhã. Não encontrei ela em lugar nenhum, foi só um resultado de experiências. Também não sei exatamente no que ela me ajuda, mas sei que é gostoso e sacia minha fome de bisnaguinha às 8h da manhã! Quando eu tomo todos os dias minhas unhas ficam mais fortes (elas são super quebradiças) e eu sinto muito mais disposição para sair de casa.

SucoVerde2

Ingredientes:
Suco de 3 laranjas (espremido na hora, aproveita e já faz exercício pro braço)
Uma folha de couve
Meia maçã (com casca)
Um pedaço de gengibre do tamanho do seu dedão (vejam como sou específica)
Uma colher de chia ou linhaça, se quiser

Bate tudo no liquidificador por uns três minutos. Não é recomendado coar, então se você achar que ficou muito espesso pode colocar um pouco de água, pedras de gelo ou até mesmo mais suco de laranja. Depois é só tomar. É bem gostoso!

SucoVerde1

Tem algumas outras variações que eu faço às vezes como, por exemplo:
– água de coco + abacaxi + couve
– laranja + cenoura + couve
– limão + maçã + hortelã + abacaxi + couve

Ainda não provei aquele suco verde pronto da marca Do Bem e nem daquelas outras que entregam todos os dias. Alguém já? O que acharam? Às vezes é melhor pra quem não tem tempo ou liquidificador em casa, mas eu gosto do ritual de comprar os ingredientes e preparar meu suco. Uma dica pra couve não estragar na geladeira é bater com um pouquinho de água e congelar em formas de gelo – ela perde algumas propriedades nutritivas, mas não todas, e seu suco ainda fica geladinho.
E quem aí tem sentido os efeitos do suco verde? Conta nos comentários!

 

wishdest

Wishlist de aniversário!

AHHH! Tá quase chegando. Meu aniversário é quinta-feira. Esse ano não vai ter comemoração, já que vários dos meus amigos (90% dos mais próximos, na verdade) estarão viajando. Mas esse tópico de comemoração é pra um outro post!

Minha wishlist está cheia de coisas coloridas e felizes que eu gostaria de ganhar esse mês. Quem sabe a Fada Madrinha não deixa alguma coisa debaixo do meu travesseiro?

wishlistniver27

 

Essa bolsa de cachorrinho é a coisa mais fofa! Custa U$52 na Oasap | Esse negócio preto é isso mesmo: um HD externo pra Xbox. Fiz a besteira de comprar um de apenas 4GB, agora quero comprar jogos que são mais pesados e não posso (como o Tomb Raider, por exemplo). Aqui no Brasil custa quase 400 reais! Melhor pedir pra alguém trazer. Na Amazon sai por U$120. | Como lidar com essa bota cowboy roqueiro da Schutz? Pena é o precinho. “Apenas” R$490. | Entrei numas de decorar minha casa com objetos super coloridos. Esse abajur da Oppa combinaria muito com a minha sala! Sai por R$259 | Estou louca por uma vitrola há séculos e mesmo com a coleção de discos aumentando, ainda não comprei a minha. Essa portátil da Crosley é meu sonho de consumo, quero muito. U$98 na Urban Outfitters |

Bates-Motel-Poster

Nova série: Bates Motel

Ok, não é tão nova assim. Hoje passa nos Estados Unidos o décimo episódio – e último da primeira temporada. Mas acho que ainda tá em tempo de dar a dica!

Bates-Motel-Poster

Se você já assistiu ao clássico de Hitchcock, Psicose, conhece bem a história. O filme conta a história de uma secretária que fica hospedada num motel bizarro, cujo dono – Norman Bates – é mais bizarro ainda. Já a série, Bates Motel, conta a história da família Bates quando Norman ainda era adolescente. Se você já assistiu o filme, entende porque a figura da mãe é tão importante. Mas não quero dar spoilers, então vai logo assistir esse clássico que tem até no Netflix.

Após a morte de seu marido, Norma Bates compra um motel de beira de estrada numa pequena cidade e se muda pra recomeçar a vida com seu filho Norman – um moleque mega estranho e nada popular. O problema de controle de Norma sobre seu filho é um dos principais motivos pro desenvolvimento de sua psicose. É uma família cheia de gente louca.

223459-bates-motel-bates-m copy

Os atores são ótimos, e por mais que não seja  uma série de terror eu fico morrendo de medo. É um suspense muito bem contado, com um bom timing. Vi algumas pessoas reclamando no twitter que a série parece ser antiga, mas aparece um iPhone em dado momento. Nunca tive essa impressão: é uma cidade pequena do interior dos EUA, e talvez por isso alguns costumes e roupas sejam um pouco mais antiquados. Norman gosta de assistir filmes em preto e branco, mas em um certo episódio ele diz que gosta de filmes antigos. A série é passada, sim, nos tempos de hoje. Claramente, a história da família Bates foi adaptada, mas não perdeu sua loucura. Afinal, é uma série baseada nos personagens, e não precisa nem deve seguir à risca o plot original do filme :)

Bates-Motel-THR-27nov2012-03

Uma coisa que percebi, talvez por ter assistido todos os episódios de uma vez, é que os personagens foram se encontrando ao longo da temporada. Norman era meio bobão e até falava de um jeito engraçado no primeiro episódio, mas depois ficou um pouco mais normal. A mãe era uma louca meio caricata e ficou uma louca mais real – morro de medo dela. Pra mim um dos melhores personagens é o irmão de Norman, Dylan, que além de tudo é muito bonitinho. Ele é um rebelde sem causa, mas mesmo assim o único com discernimento na história…

Bates-Motel-THR-27nov2012-06

Bates Motel passa nos EUA no canal A&E. Eu tenho baixado pelo torrent e acabei assistindo nove episódios em um fim de semana. Ah, e boa notícia: a série foi renovada pra mais uma temporada, pelo menos :D

elena_dest

Assisti: Elena – O Documentário

Sábado passado fui ao cinema assistir ao documentário Elena. Vocês devem ter visto o trailer pelo YouTube, eles estavam divulgando massivamente.

ELENA_cartaz_1920x2880_PNG copy

Quando vi o trailer, fiquei tocada. Elena é um documentário de Petra Costa. Petra é a irmã mais nova de Elena, uma jovem que sempre quis ser atriz e quando começava a despontar nos palcos aqui no Brasil, resolveu que queria mais. Foi para Nova Iorque estudar atuação e correr atrás do seu sonho de fazer cinema. Lá, descobriu uma depressão e alguns problemas psiquiátricos, que a fizeram voltar por um tempo. Depois, a mãe pegou a irmã (Petra, ainda bem pequenininha) e foi junto pra NY, pra Elena terminar os estudos, desta vez com a companhia da família.

Algum tempo depois, Elena se suicidou na casa em que moravam.

O documentário não é o que costumamos assistir no estilo. A narração de Petra é como uma carta à irmã. Ela conta a história dos pais delas, da infância de Elena e de como ela também se apaixonou pelo teatro, começou a ter sonhos com a irmã e resolveu contar sua história. Conta como foi pra ela perder a irmã que tanto admirava, vê-la sofrer com os problemas psiquiátricos e, por fim, desaparecer. Não é um documentário cheio de depoimentos e fatos reais, mas repleto de sentimentos que fazem a história toda se tornar tão pessoal que gera um incômodo.

Achei triste e me tocou profundamente. Pensei em várias pessoas que passaram pela minha vida e em como é ruim perder alguém. Pensei em todos os momentos que neglicenciei pessoas que amava pelas minhas dores, também (eu tive depressão por boa parte da juventude, fui diagnosticada erroneamente como bipolar e borderline, e graças a deus não preciso de remédios há alguns anos – mas isso é história pra outro post).

Recomendo que todos assistam. Elena já levou prêmios e entrou na programação de vários festivais pelo mundo. O filme entra essa semana no circuito dos cinemas das principais cidades do Brasil! Mais informações no site oficial.

feirinha1dest

Eu fui: Feirinha Gastronômica

Domingo retrasado fui conferir a tal da Feirinha Gastronômica que tanta gente já havia falado – e postado no Instagram. Não me arrependi! O dia estava lindo, sol e frio. Lá fomos nós rumo ao número 309 da rua Girassol, na Vila Madalena, com estômago vazio e sem saber o que encontrar.

feirinha1

feirinha3feirinha2  feirinha4  feirinha6

A Feirinha, segundo os organizadores, é  “um espaço aberto para o encontro entre os amantes da boa gastronomia e os apaixonados por panelas e fogão. Parte feirinha hippie, parte experimentação gourmet, o evento traz barracas ao ar livre com chefs, estudantes, inventores, curiosidades e produtos da gastronomia de São Paulo.”. É um lugar que durante a semana funciona como estacionamento e lá são montadas várias barracas com todo o tipo diferente de comida. No dia que fomos tinha de paella a crepe, de quiche a raspadinha. Nham!

feirinha7 feirinha5

O espaço é limitado a 250 pessoas por vez. Chegamos lá por volta de 13h30 e tinha uma boa fila – mas que andou super rápido. Os preços estavam em torno dos 15 reais. Já fomos de cara num crepe gigantesco que estava uma delícia… estou sonhando com ele até agora. Chico ainda comeu uma paella e um outro prato que eu não me lembro muito bem o que era. Eu fui de sorvete. Dá pra ver qual será o cardápio da semana no site do evento, antes de sair, e ver se tem algo que te faça salivar ;)

feirinha8 feirinha9

Leve dinheiro trocado, evite o horário de almoço e não vá de dieta… porque é difícil resistir :˜

Feirinha Gastronômica
Todo domingo, das 11h às 19h 
Rua Girassol, 309 – Vila Madalena

casal na cozinha: batatas assadas recheadas (ou baked potato de pobre)

estréia da tag nova! eu e o chicó temos nos aventurado muito na cozinha. eu sou do tipo que não sabia cozinhar nem arroz, mesmo morrendo de vontade de aprender. aí que perto da casa dele tem, aos domingos, uma feira incrível – com destaque para a barraquinha de temperos, que a moça é a mais simpática do mundo.

procuro patrocínio de câmera fotográfica decente. tratar aqui.

esse domingo o chicó comprou dois reais de batata. sabe o que é isso na feira? é MUITA batata. aí nós, na larica de domingo a noite, nos aventuramos em fazer batatas assadas recheadas. a receita que vou colocar abaixo é pra duas pessoas, e como batata enche muito, uma batata grande dá duas porções pra cada um. ou seja… com dois reais de batata, dá pra comer isso por uns dez dias. não uso muito medidas, o segredo é fazer tudo no olho.
a receita a gente compartilha com vocês aqui:

o que você vai precisar:
duas batatas grandes
requeijão
sal
queijo ralado
queijo mussarela
temperos à gosto – no nosso caso, pimenta do reino e alecrim.

como fazer:
cozinhe as batatas com casca e tudo até elas ficarem macias. então coloque numa assadeira e corte no meio, depois cave um buraco em cada metade. tome cuidado nessa hora – é preciso ter sorte com o ponto da batata, já que algumas das nossas se desmancharam quando estávamos cavando. coloque o que você tirou das batatas em um pode e misture com uma pitada de sal, requeijão, pedaços de mussarela e os temperos de sua preferencia. coloque o requeijão até virar um purê denso. a quantidade vai variar dependendo da quantidade de batata que tiver, duas colheres bem cheias deve dar.
recheie as cavas da batata com essa pasta e coloque por cima uma fatia de mussarela e queijo ralado à gosto.

depois, coloque no forno pré-aquecido por uns minutos para gratinar.

dica: você pode colocar o que quiser no recheio da sua batata. depois que fizemos essas tive mais mil idéias de recheios! ricota, azeitonas, bacon, soja, tofu, e o que mais sua imaginação e suas restrições alimentares permitirem.

pronto! é só se deliciar. e cuidado pra não queimar a língua! :)