Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Tag Archives:  campanha
StopTheBeautyMadness

Padrões, autoestima e #StopTheBeautyMadness

Quando li o post da Lia e depois um monte de outras blogueiras e amigas minhas postando fotos suas sem maquiagem na timeline achei uma grande coincidência. Eu estou numa semana péssima em relação à minha auto-imagem, ansiosa e chateada com meu corpo,  e pensei muito nisso ultimamente.

Antes de falar de mim, vou contar o que é o #StopTheBeautyMadness: uma campanha que incentiva as mulheres as postarem suas fotos como são, sem maquiagem ou tratamento, para acabar com os padrões loucos de beleza impostos todos os dias. Porque chega uma hora que a gente não aguenta mais. Todos os dias somos cobradas pra sermos magras, saradas, cabelo hidratado e liso, brilhante, loiras e maravilhosas. Mas ninguém é assim, gente. Nem Gisele é linda o tempo inteiro – ela já deve ter acordado com a cara inchada de chorar alguma vez na vida, sabe? Esses padrões são baseados em mulheres que muitas vezes nem existem, são frutos de muita maquiagem e photoshop.

StopTheBeautyMadness

Não estou falando que não existe mulher bonita, mas estou falando que o conceito de beleza que seguimos e buscamos é totalmente irreal. Quando eu vejo o instagram de blogueiras populares, inclusive o da própria Lia, eu quero morrer. Já comentei várias vezes nesses instagrams falando pras pessoas pararem de xingar e fazer comentários sobre a aparência “ah, você tá gorda com essa roupa” “nossa, você tá muito magra, o que aconteceu?” “nossa mas está muito vesga nessa foto” e outros absurdos que eu sinceramente não sei como as pessoas tem CORAGEM de postar em público.

Outro dia postei no meu Facebook que fico chateada quando falam “as gordas” e “as magras” como se fossem dois times de queimada, porque além de eu não me encaixar em nenhum desses times e isso me lembrar a época da escola, é uma absurdo que em pleno 2014 ainda exista esse tipo de divisão. Porque as marcas precisam fazer coleções especiais de plus size? Porque elas simplesmente não fazem do tamanho 34 ao 52? Porque tem “roupa de gorda”, se as gordinhas podem usar o que elas bem entenderem?

“Ah, Dani, mas é muito fácil você falar, é magra, saiu na VIP, mimimi”.

Comentei no post da Vic hoje que eu não me sinto bonita. E isso faz parte de mim desde sempre. Vou contar aqui sem querer me fazer de coitadinha ou pedir confete, mas pra vocês verem como essa busca por uma beleza bizarra é nociva: desde sempre eu fui o patinho feio. Era uma criança tímida, jogava o cabelo no rosto. Meu cabelo nunca foi liso nem cacheado, eu era magra demais, branca demais. Quando era adolescente, ouvi de uma amiga que os meninos nunca iam querer nada comigo porque eu tinha as pernas muito finas. Ouvi de um namoradinho que eu jamais seria “uma gostosa”. Eu tinha o cabelo colorido, usava roupas rasgadas, tinha uma banda numa cidade do interior. E cara, crianças e adolescentes podem ser muito cruéis na fase mais importante da formação dos seus conceitos sobre o mundo.

Quando cresci, talvez por ter a auto estima abalada pelo bullying que sofri na adolescência (sim, amigas de escola, vocês não percebem que praticaram bullying comigo, mas foi isso que aconteceu quando me excluíram de tudo porque eu não era bonita e arrumada o suficiente pra andar com vocês), me envolvi em relacionamentos emocionalmente – e às vezes fisicamente – abusivos. Cheguei a ouvir de um namorado que ele não sentia tesão em mim porque eu era gorda, quando tinha 1,70 de altura e 68kg.

Eu, hoje, não me acho bonita. Quando posto as fotos que saíram na VIP ou que a Valentina tira de mim, é como se fosse outra pessoa. Aquela Dani ali é uma Dani maquiada, com photoshop (tirando as fotos da VIP que foram feitas com câmera analógica), com cílios postiços, uma luz perfeita, uma roupa meticulosamente escolhida pra esconder minha barriga. É uma personagem. Não parece eu.

Eu sou essa aí, dessa foto, logo depois de acordar, descabelada e nua. Eu não tenho um corpo perfeito, eu não tenho um sorriso branco e retinho. Tenho celulite, estria, uma barriguinha. Eu sou assim.

Talvez eu esteja me expondo demais contando todas essas coisas aqui, mas achei necessário. Por favor, parem de buscar um padrão irreal. Se aceitem e sejam lindas como são. Usem maquiagem, sim, mas porque gostam – não pra parecerem uma outra pessoa. Façam academia, sim, mas pra ficarem saudáveis e se sentirem bem consigo mesmas – não pra para que os outros as achem gostosas.

Apenas PAREM com a loucura da beleza.

 

 

SeEuFosseUmGaroto_Dani

#SeEuFosseUmGaroto, eu…

A maior parte das meninas cresce ouvindo dois discursos bem diferentes um do outro. O primeiro diz que você tem tantas chances de vencer na vida quanto um garoto, e é só trabalhar e se esforçar que você chega lá. O outro diz que meninas e meninos são bem diferentes, e você precisa sentar como uma mocinha, se vestir como uma mocinha, brincar de boneca e não de carrinho, parar de falar palavrão porque isso é coisa de moleque.

Bem, quem me conhece sabe que eu nunca dei ouvidos para o segundo discurso – mesmo porque eu nunca fui a pessoa mais feminina e delicada, falo um monte de palavrões e sento de perna aberta.

Aí a gente cresce e vê que o primeiro discurso ainda está um pouco distante de ser totalmente correto. Que não, não somos respeitadas como os homens são. Que temos que aguentar todos os dias a falta de respeito, abuso, a desigualdade (em tantos aspectos…) no mercado de trabalho, e todo o resto.

SeEuFosseUmGaroto_Dani

 

Há duas semanas o site Elite Daily lançou uma campanha pedindo para que suas funcionárias contassem o que fariam se fossem garotos, com uma hashtag inspirada na música da Beyoncé. Eu achei isso inspirador, e pedi para que minhas amigas me ajudassem a lançar a campanha aqui no Brasil! Fiquei feliz por ter recebido alguns cartazes delas. Olha só:

SeEuFosseUmGaroto_Arielle SeEuFosseUmGaroto_Becca SeEuFosseUmGaroto_Cassolatto SeEuFosseUmGaroto_Malu

SeEuFosseUmGaroto_Nina

 

O que você faria se fosse um garoto, para que as mulheres sejam respeitadas como devem? O que os garotos precisam fazer para que a gente consiga chegar na tão sonhada igualdade de gêneros? Vamos aumentar essa galeria e essa campanha! Poste no Instagram ou no Facebook com a hashtag #SeEuFosseUmGaroto e participe também!

Mulheres Semeiam Vida

Semana passada fui com algumas blogueiras em um evento da ABPTGIC (Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia) em que foi divulgada a campanha Mulheres Semeiam Vida, pra alertar mulheres para a prevenção do câncer de colo de útero.

mulheressemeiam

Eu achei super importante e fiquei feliz quando me convidaram. Tenho muitos casos de câncer na família e também tenho ovário policístico, e por isso faço meus exames constantemente! Mas algumas mulheres simplesmente não vão ao ginecologista se não acharem que estão doentes – e ás vezes, nem assim.

E gente, isso é super importante! A gente tem que cuidar de si e não é só indo na academia, tendo uma dieta ok, cabendo no vestido novo. Tem que fazer todos os exames pra ver se está tudo bem pelo menos uma vez ao ano.

Você sabia que a cada dois minutos, uma mulher morre desse tipo de câncer no mundo? E que são quase DEZOITO MIL novos casos no Brasil por ano? É muita gente.

Pra espalhar essa campanha e conscientizar a galera, foi criada a campanha Mulheres Semeiam Vida. A cada 25 likes, uma árvore será plantada em homenagem a uma vítima de câncer do colo uterino – foram 4000 só em 2012. Quanto mais gente curtir a página, mais mulheres vão ficar sabendo como se previnir! Então visite a página do Mulheres Semeiam Vida e convidem suas mães, irmãs, tias, filhas, primas e amigas a curtirem também.

embaixadora da beleza real dove – eu consegui! :)

ei pessoal!
recebi um email de uma das meninas que participam no vídeo comigo dizendo “ganhamos dani! somos nós duas!”. como a gente tinha trocado uns emails falando que ninguém tinha ligado nem nada ainda, achei que era brincadeira. aí por curiosidade eu fui entrar no site:

GANHEI!

tô passada. eu tava tão achando que não ia rolar que não me apeguei muito, até me esqueci de vir aqui no blog pedir votos. antes de acabar a votação eu já tinha tirado do nick no msn e só postei umas duas vezes no twitter. obrigada, pessoal! à minha família que deve ter votado umas quatrocentas vezes por dia, aos twitters queridos que deram RT nos meus posts e mandaram reply dizendo que tinham votado, aos meus amigos que me  contavam quantas vezes já tinham votado naquele dia e à pessoa cara de pau que deixou um comentário no blog dizendo que estava massivamente votando em outra pessoa para que eu perdesse (obrigada por gastar tanto tempo do seu dia pensando em mim! mas vá viver agora, fica pra próxima).

vocês são uns fofos! agora é só esperar pra me ver pelas revistas na próxima campanha da dove. quando for a sessão de fotos eu aviso e tento tirar umas fotinhos de making off.