Instagram

Follow Me!

[VÍDEO] Carta para a atual do meu ex

Eu pensei nesse vídeo depois de ouvir a terceira história da semana que envolvia alguma namorada brava com a ex do cara, ou vice versa. Fiquei pensando no quanto o cara estava sempre convenientemente confortável na situação, e o quanto eu já estive em ambos os lados dessa equação.

Algumas semanas atrás eu mandei uma mensagem pra uma menina. Ela havia sido a namorada seguinte do meu ex. Na verdade, ele me traiu com ela e em seguida começaram a namorar. Quando terminou, ela me mandou mensagem, e eu fui horrível na resposta. Isso aconteceu há anos, e tanta coisa aconteceu nesse meio tempo, eu mudei tanto… mas isso me incomodava. Me lembrei do nada e resolvi que tinha que pedir desculpas. Falei que eu jamais faria isso se fosse hoje em dia e que eu sentia muito por tudo o que ela também sofreu. Ela falou que entendia e ficou tudo bem, foi uma fofa.

Uma das minhas melhores amigas é a atual de um ex. Isso aconteceu outras vezes também. Eu gosto da ex do meu atual, também. E isso aconteceu mais umas outras tantas vezes. No fim os namoros passados acabaram, mas as minas permaneceram firmes no meu círculos de contatos enquanto os caras estão no limbo do bloqueio virtual e real também.

Espero que um dia ninguém mais tenha coragem de dizer que precisamos ser inimigas. A vida com amigas é muito mais legal.

Essa carta não é para uma pessoa específica, mas uma reflexão sobre como a rivalidade feminina nos distancia de quem às vezes pode nos ajudar e nos entender. Mais sororidade, menos rivalidade!

PS: Tenho tido uma enxaqueca horrível. Não estou triste no vídeo, é que a luz estava muito forte e minha cabeça parecia que ia explodir :(

Sempre quis fazer uma tattoo? #VaiQVai pra lista!

Nem parece que faz 12 anos que fiz minha primeira tatuagem! Logo que completei 18 anos, fiz minha primeira tattoo. Eu não fazia ideia de como era a dor de uma tatuagem! No fim foi tudo bem e eu tenho duas estrelas náuticas com o nome dos meus pais nas costas :)

Se na sua lista de conquistas está fazer uma tatuagem, que tal viver esse momento literalmente MARCANTE com um penteado incrível pra se sentir ainda mais autoconfiante?

A campanha #VaiQVai de Seda ensina você a fazer penteados diferentes pra cada conquista inesquecível da sua vida. Olha só esse coque soltinho, como é fácil de fazer:

Se você quer ver mais tutoriais como esse pra dar um turbo na sua autoconfiança e chegar aonde quiser, entra no canal de Seda no YouTube e veja os outros videos da campanha #VaiQVai!

Um soco no estômago chamado Black Mirror

Eu comecei a assistir Black Mirror ano passado. Não conhecia, até que os episódios apareceram na Netflix com a promessa de uma temporada produzida por eles. Essa série é, junto de Mr. Robot, uma das que mais me fez pensar. Isso nem sempre é bom porque a maior parte das vezes nós assistimos seriados pra fugir da realidade. Lá na Shondaland não tem boleto pra pagar, não tem louça pra lavar, não tem emprego pra buscar.

Mas Black Mirror consegue fazer uma crítica à nossa sociedade atual usando realidades alternativas, muitas vezes futuristas. É soco no estômago atrás de soco no estômago. Aonde a gente vai parar de seguir desse jeito? Usando o sofrimento dos outros como entretenimento diário, isolando da sociedade quem não alcança padrões, números de seguidores, três posts diários?

(A partir desse momento há spoilers do primeiro episódio da terceira temporada de Black Mirror. Se você se importa com isso, vai lá assistir e volta aqui depois!)

blackmirrorep1

Na estreia da terceira temporada de Black Mirror, a personagem vive em um universo onde cada interação na sua vida, assim como seus posts nas redes sociais, pode te render uma nota. Quem tem notas maiores tem acesso à lugares incríveis, amigos descolados, apartamentos estilosos, presentes, comida, sorrisos. Um mundo de possibilidade se abre pra quem é popular. A personagem principal não é popular o suficiente, mas almeja chegar lá. Até que sua vida começa a tomar um rumo diferente e ela perde a pouca popularidade que tinha, se tornando uma pária social, enlouquecendo para, então, se libertar.

Durante esse caminho, ela encontra uma outra pessoa que passou por isso. Sua nota é um e pouco (de um total de cinco) e ela conta que dava muito valor e tinha muito trabalho para manter o seu nível lá no alto, até que seu marido adoeceu e não teve acesso a um tratamento que poderia salvá-lo por não ser popular o suficiente. Então ela deixou isso pra lá e começou a falar o que pensa e ter uma vida real. E que tudo bem assim.

Eu fiquei pensando, enquanto assistia o episódio, o quanto a gente já vive isso. Fiquei pensando o quanto “influenciadores” são escolhidos não por sua veracidade, mas pelo seu alcance. No quanto nós somos todos números. Quantas vezes eu mesma falei que “fulana tem mais de 50 mil no Instagram” como se isso fosse o suficiente, como se a popularidade de plástico que as redes sociais nos proporcionam adicionasse qualquer valor à qualidade do ser humano de alguém.

Por trás de todos os filtros do VSCO CAM nós estamos aqui com as contas pra pagar, sem saber pra onde ir. São pessoas sorrindo em fotos incríveis e super produzidas tiradas com as melhores câmeras do mercado, mas se entupindo de tarja preta pra conseguir dormir, porque a ansiedade gerada pela necessidade de ser sempre perfeito, popular e incrível é esmagadora e faz a gente achar que está se afogando num mar de likes, comentários e seguidores que na verdade não se importam com o seu bem estar.

A gente deixa de viver a vida real, amigos reais e opiniões reais, pra passar uma imagem. Ouvi muitas vezes que era “feminista demais”: para empregos, para relacionamentos, para amizades. Só que essa sou eu, e talvez eu seja feminista demais, mas pra mim eu sou pouco feminista, pouco engajada, e faço muito pouco perto do que eu poderia e deveria estar fazendo.

Esse episódio foi um soco no estômago e completou um raciocínio que eu tive nesse outro post, sobre o quanto eu não queria mais escrever aqui se fosse para agradar os outros. E quando tomei essa decisão, tive a impressão de que aos poucos consigo ouvir o barulhinho da minha nota caindo.

Na sociedade do lacre, eu sou só mais uma mulher de trinta anos recomeçando a vida do zero. Como a personagem do dito episódio, eu estou presa, mas livre. Eu posso não conseguir nada disso aqui, mas eu quero ser eu mesma. Eu posso levantar os olhos dessa telinha brilhante e ver a poeira cair lentamente, as àrvores se mexendo, as pessoas interagindo.

Ser feliz fora da internet é possível. É só escolher não ser de plástico.

Vai lá assistir essa série logo.

 

Aprender a dirigir, não importa sua idade: #VaiQVai pra lista.

Sabia que eu só fui aprender a dirigir no ano passado? Já fazia muito tempo que eu havia feito 18 anos, mas na época eu não tinha dinheiro nem tempo pra isso, além de ter acabado de mudar pra São Paulo e sempre ter morado perto do metrô, o que facilitava muito minha vida. Mas aí enfiei na cabeça que ia fazer uma road trip nos EUA e decidi: essa era a hora de tirar minha habilitação!

Vocês já viram o tamanho de um carro, gente? É super estranho aprender a locomover aquele trambolho por uma cidade grande como São Paulo. Pra ir bem nas aulas e na prova, você precisa estar super confiante e com foco no seu objetivo.

A campanha #VaiQVai de Seda ensina você a fazer penteados diferentes pra cada momento importante como esse! Essa trança amarradinha além de ser linda vai tirar os cabelos do seu rosto para que você possa dirigir em segurança.

Tem muitos mais videos e conquistas no canal de Seda no YouTube! Vai lá assistir e deixa aqui nos comentários: qual é a conquista número um da sua lista?

#VaiQVai pra lista: abraçar um canguru? Pode sim!

Nem sempre as coisas que a gente sonha fazem sentido para os outros. Por muito tempo eu quis largar um emprego estável pra seguir uma carreira completamente desconhecida e muita gente me chamou de louca! Mas eu não poderia ter feito escolha melhor em seguir meus instintos pra ser feliz.

Não importa se sua conquista é mudar de profissão, morar num lugar novo ou abraçar um canguru! Você precisa ter auto-confiança para manter o foco e realizar essa conquista tão importante pra sua vida.

A campanha #VaiQVai de Seda incentiva as meninas a estarem com sua autoconfiança lá no alto pra que mantenham o foco com suas conquistas. Pra isso, fizeram uma série de tutoriais super bacanas pra você se sentir linda nesse momento!

Pra ver mais tutoriais, é só seguir o canal de Seda no YouTube!

Caixas por assinatura que até Dumbledore duvida!

Eu acho a ideia de caixas temáticas por assinatura muito legais! Já testei algumas ao longo dos anos… a Best Berry, de snacks saudáveis; a famosa GlamBox, de produtos de beleza; o envelope de papelaria do A Beautiful Mess. Também já falei aqui, muito tempo atrás, de uma assinatura de produtos para período de menstruação (absorventes de tecido, etc).

caixa_harrypotter
Hoje saiu a notícia de que a LootCrate, uma empressa que faz várias caixas com temas diferentes, ia lançar uma na temática do universo de Harry Potter! A caixa é uma parceria entre a LootCrate  e a Warner pro lançamento de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Você recebe na porta da sua casa no maior estilo ~encomenda de Hogwarts~. É muita emoção. Uma pena que não entrega no Brasil. Se você mora fora a edição está esgotada, mas é possível entrar na lista de espera.

Lá fora (e aqui tb!) existem várias outras caixas temáticas que a gente nem acredita. Olha só.

caixacosmo
A Caixa Cosmo é uma iniciativa nacional! Não é exatamente “estranha”, mas acho tão legal que resolvi colocar na lista. São itens criativos de produtores independentes. A seleção de objetos é incrível. Já vi desde granola à vasinho de cimento. Assim que eu puder quero assinar e quem sabe faço um vídeo de unboxing lá no canal. O que vocês acham?
caixaapocaboxA Apocabox é pra quem acha que o mundo tá caminhando de vez pro fundo do poço e gostaria de receber mensalmente itens básicos de sobrevivência pra você ir montando seu bunker particular.

caixapetzumbi
A caixa Pets da LootCrate vem com itens pros seus bichinhos. Todo mês eles escolhem um tema, o de outubro é, claro, Horror (por causa do Halloween) mas alguns meses atrás eles fizeram com o tema Death (morte) e os itens tinham tema de zumbi!

caixawhimsey

A WhimseyBox manda pra sua casa todo mês os materiais e instruções pra um projeto DIY. Ou mandava: parece que eles deram calote numa galera e pararam de responder todo mundo. Mas a ideia era boa!

Você assina alguma caixa legal? Me conta nos comentários!

Adotar gatinhos é tudo! #VaiQVai pra lista!

Já ouviu aquela frase do Pequeno Príncipe que diz que nos tornamos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos? Adotar um bichinho é um compromisso pra vida toda. Se tornar responsável por uma vida é algo muito importante.

Hoje eu tenho dois gatinhos que vocês estão cansados de ver no meu Instagram e no meu Snapchat. Posso dizer que eles mudaram completamente minha vida, mas não foi fácil! Onde eu vou eles vão comigo, porque eles cuidam de mim tanto quanto eu cuido deles.

Pra tomar uma atitude importante como a de adotar um gatinho, você precisa estar com a confiança em dia. A campanha #VaiQVai de Seda incentiva as meninas a estarem com sua autoconfiança lá no alto pra que mantenham o foco com suas conquistas. Pra isso, fizeram uma série de tutoriais super bacanas pra você se sentir linda nesse momento!

Esses dois coques ficam incríveis nos cabelos cacheados, super inspirado na Rihanna!

Eu mesma uso sempre. Vem aprender a fazer:

Se você quer ver mais tutoriais como esse pra dar um turbo na sua autoconfiança e chegar onde quiser, entre no canal de Seda no YouTube e veja os outros vídeos da campanha #VaiQVai!

Pixel Art: como não amar?

Semana passada minha timeline estava surtando com essa versão de Stranger Things como se fosse um joguinho de RPG 8-bit. Eu cheguei a jogar vários desses jogos de RPG e aventura quando as coisas não chegavam perto de ter a resolução que tem agora. Monkey Island é até hoje o meu jogo favorito de todos os tempos, então eu também dei uma leve surtadinha quando assisti!

Eu amo pixel art e queria muito ter paciência pra ilustrar como esses caras fazem! Na época da faculdade até arrisquei tentar aprender, mas acabei deixando pra lá.

Como eu sigo vários artistas de pixel art no Tumblr (que eu uso bastante, junto com o Pinterest!), juntei alguns bem lindos inspirados em cultura pop pra mostrar pra vocês. Começando com essa obra de arte:

André Marques DJ (hahaha) por Bruno Moraes

tumblr_oel52bylyp1u77u56o1_1280

Stranger Things por Johanvinet (aproveita e vai ver o post de coisinhas de Stranger Things pra comprar pela internet)

xfilespixel

Arquivo X, por mazeon

tumblr_oeleey4sga1u77u56o1_1280O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, por Pixel Jeff

clubedaluta
Clube da Luta (não consegui encontrar o autor, se você souber, deixe nos comentários!)

tron

Tron, por mazeon

Você tem mais algum pra compartilhar? Tô sempre aceitando pra minha coleção ;)

10 coisas com tema Stranger Things pra querer JÁ!

Quando eu falei de Stranger Things aqui eu ainda estava impressionada pela série. Meses depois, todo mundo ainda fala nisso todos os dias! Rolou até discussão sobre a série ter sido criada para atender o algoritmo do Netflix e ser sucesso certo, o que fez algumas pessoas ficarem meio chateadas e se sentindo enganadas. Eu achei mara. Tem mais é que fazer conteúdo que eu vá gostar, mesmo! Fabricado ou não, mandaram bem. Agora só torço para que a segunda temporada não deixe a desejar e supere nossas expectativas ainda mais.

Mas aí, o que todo grande sucesso da cultura pop acompanha? Uma onda de consumismo louca. Porque a gente não consegue controlar os dedinhos e o cartão de crédito com todas as coisas incríveis que surgem com a série. Vide Star Wars – tem até vibrador de Darth Vader. Juro.

Mas vamos ao que interessa: tem camiseta, pin, patch, capinha de celular… Dá uma olhada:

strangerthingsmm1
Camiseta Bagulhos Sinistros
 // Camiseta, por Felipe FR // Camiseta Stranger ThingsNey //

 

strangerthingsmm2 Folha de flash de tatuagens temáticas // Poster

 

strangerthingsmm3 Vestido igual ao da Eleven // Patch “Welcome to the Upside Down” // Pin da Barb

 

strangerthingsmm4Patch Hawkings Monster Hunting Club // Capa de iPhone

 

Eu também vi muitos posts de ideias de como decorar sua casa pro Halloween com tema da série. Quero. Já pode ser Dia das Bruxas o ano todo?

Por onde andei enquanto você me procurava

Tirei uns meses. Vocês perceberam? Estou ensaiando uma volta há alguns dias agora, mas abro essa tela e ela fica em branco até eu desistir. Como resumir tudo o que vem acontecendo?

Se vocês assistiram meu vídeo de metas de 2016 sabem que uma das minhas metas era começar a trabalhar profissionalmente com maquiagem. Pouco tempo depois desse vídeo, no fim de abril, eu saí do meu último emprego fixo em agências – eu era coordenadora de social media há alguns anos. Depois, comecei a transição abrupta pra minha nova carreira, mantendo alguns freelas de redação ao mesmo tempo. Fiz alguns cursos na Madre, viajei pra NY, estudei na Make Up Forever Academy, voltei pro Brasil, fui assistente em um curso da Madre e fiz mais um curso por lá.

Agora me encontro aqui, de volta, com essa tela em branco.

daninamakeupforeveracademy

Eu tenho mil ideias fervilhando com a vontade de voltar a fazer os vídeos pro canal. Eu realmente gostava muito de produzir esse tipo de conteúdo. Confesso que fui brochada pela quantidade de comentários horríveis nos meus vídeos relacionados a feminismo e bissexualidade. E isso também me gerou uma ansiedade – aquela que vem quando a gente acha que não é boa, bonita ou jovem o suficiente pra dar certo. Que me acompanha no blog, no canal e na mudança de carreira. Que me tira o sono, muitas noites.

Esse post é pra marcar um momento muito importante na história desse blog. O momento em que eu desisti de “dar certo” dentro dos padrões que me são impostos. Eu nunca vou ser a blogueira princesa, que vai em todos os eventos para sorrir para os outros quando não está afim, com o cabelo impecavelmente escovado. Eu tenho orgulho de ser imperfeita, de colocar o cabelo pra cima de qualquer jeito, de usar tênis com camiseta quando todo mundo tá de salto alto. E essa essência é minha, é como eu faço as coisas e vivo minha vida.

psychic

Eu quero usar o blog como minha ferramenta de escape. Porque eu estou passando por muitas mudanças e quero usa-lo pra documentar isso, dividir experiências e criar esse ambiente seguro e totalmente verdadeiro com quem ainda me lê. Eu não quero que pareça que estou falando a minha opinião pra parecer algo que não sou, pra buscar mais cliques ou parcerias. Muito me foi falado sobre o que eu deveria mudar na minha aparência e no meu conteúdo pra conseguir ganhar dinheiro na internet, mas eu não consigo concordar. Eu sou e sempre fui essa mistura de coisas e interesses, e sempre deixei minhas opiniões bem claras pra todos que me conhecem. Esconder essas características tão fortes em mim seria mentir pra quem está lendo. E eu não vou fazer isso.

Então se você quer me acompanhar, vamos juntxs. Com X, sim.

Bora?

45678