Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Category Archives: Séries, filmes e games
clubedaluta

Pixel Art: como não amar?

Semana passada minha timeline estava surtando com essa versão de Stranger Things como se fosse um joguinho de RPG 8-bit. Eu cheguei a jogar vários desses jogos de RPG e aventura quando as coisas não chegavam perto de ter a resolução que tem agora. Monkey Island é até hoje o meu jogo favorito de todos os tempos, então eu também dei uma leve surtadinha quando assisti!

Eu amo pixel art e queria muito ter paciência pra ilustrar como esses caras fazem! Na época da faculdade até arrisquei tentar aprender, mas acabei deixando pra lá.

Como eu sigo vários artistas de pixel art no Tumblr (que eu uso bastante, junto com o Pinterest!), juntei alguns bem lindos inspirados em cultura pop pra mostrar pra vocês. Começando com essa obra de arte:

André Marques DJ (hahaha) por Bruno Moraes

tumblr_oel52bylyp1u77u56o1_1280

Stranger Things por Johanvinet (aproveita e vai ver o post de coisinhas de Stranger Things pra comprar pela internet)

xfilespixel

Arquivo X, por mazeon

tumblr_oeleey4sga1u77u56o1_1280O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, por Pixel Jeff

clubedaluta
Clube da Luta (não consegui encontrar o autor, se você souber, deixe nos comentários!)

tron

Tron, por mazeon

Você tem mais algum pra compartilhar? Tô sempre aceitando pra minha coleção ;)

il_570xn-1048601854_n03s

10 coisas com tema Stranger Things pra querer JÁ!

Quando eu falei de Stranger Things aqui eu ainda estava impressionada pela série. Meses depois, todo mundo ainda fala nisso todos os dias! Rolou até discussão sobre a série ter sido criada para atender o algoritmo do Netflix e ser sucesso certo, o que fez algumas pessoas ficarem meio chateadas e se sentindo enganadas. Eu achei mara. Tem mais é que fazer conteúdo que eu vá gostar, mesmo! Fabricado ou não, mandaram bem. Agora só torço para que a segunda temporada não deixe a desejar e supere nossas expectativas ainda mais.

Mas aí, o que todo grande sucesso da cultura pop acompanha? Uma onda de consumismo louca. Porque a gente não consegue controlar os dedinhos e o cartão de crédito com todas as coisas incríveis que surgem com a série. Vide Star Wars – tem até vibrador de Darth Vader. Juro.

Mas vamos ao que interessa: tem camiseta, pin, patch, capinha de celular… Dá uma olhada:

strangerthingsmm1
Camiseta Bagulhos Sinistros
 // Camiseta, por Felipe FR // Camiseta Stranger ThingsNey //

 

strangerthingsmm2 Folha de flash de tatuagens temáticas // Poster

 

strangerthingsmm3 Vestido igual ao da Eleven // Patch “Welcome to the Upside Down” // Pin da Barb

 

strangerthingsmm4Patch Hawkings Monster Hunting Club // Capa de iPhone

 

Eu também vi muitos posts de ideias de como decorar sua casa pro Halloween com tema da série. Quero. Já pode ser Dia das Bruxas o ano todo?

stranger-things-banner-600x300

Todo mundo está viciado em Stranger Things

Sexta-feira, enquanto eu esperava o boy se arrumar pra irmos ao cinema ver Ghostbusters (sim, vai ter post sobre isso também), comecei a ver uma série que o Netflix me sugeriu chamada Stranger Things. Obcecada pelo primeiro episódio, ao voltar do cinema fiz o Rafa assistir também. E aí vimos mais um. E no sábado passamos o dia chuvoso debaixo do cobertor assistindo a todos os episódios da primeira temporada da série mais legal dos últimos tempos.

strangerthings2

Sense8? OITNB? Game Of Thrones? São todas séries que eu amo e acho muito boas. Mas Stranger Things não precisa de enredo mirabolante e efeitos especiais de milhões de dólares pra tocar o coração de quem nasceu ou cresceu nos anos 80, e teve a infância recheada de filmes na sessão da tarde (não existia nem tv a cabo naquela época, gente).

A série conta a história de um menino que desaparece misteriosamente e muitas coisas estranhas começam a se desdobrar a partir disso. Seus melhores amigos resolvem investigar por conta própria, enquanto a mãe do menino jura que ele ainda está vivo. E a partir daí, uma série de referências aos filmes e séries que alimentavam nossa imaginação nos anos 80 começa a surgir, inclusive na trilha sonora – quem me conhece sabe o quanto eu amo o new wave e o punk dos anos 80 e a trilha está cheia de joy division e clash.

Além do mais, saca esse poster:

stranger_things

Enredo bem resolvido, personagens bem construídos que crescem maravilhosamente ao longo da trama, fotografia incrível, trilha sonora massa e tudo aquilo que toca nosso coraçãozinho: temos. Winona Ryder como a mãe do garoto desaparecido, omis falando que ela enlouqueceu quando estava certa o tempo todo, amizades incríveis entre crianças com roupas maravilhosas e universos alternativos: cerejas no bolo!

O site AdoroCinema postou os oito primeiros minutos do primeiro episódio legendado. Assiste aí:

Eu aproveitei e fiz uma playlist no meu Spotify com as músicas que tocam nos episódios. Faltou uma ou duas que a plataforma não tem, mas a maioria tá aí:

Pode desmarcar seus compromissos e assista os oito episódios que já estão na Netflix. A segunda temporada foi confirmada. Pode ser pra semana que vem?

pokemongothumb

Infográfico: a febre do Pokemon GO!

Estou extremamente frustrada com a minha caça à Pokemons. Explico: eu não sou da época de Pokemon, então nunca assisti o desenho, mas não pode aparecer um joguinho bobo que eu vou que nem louca baixar. Óbvio que baixei o Pokemon Go toda empolgada, peguei o primeiro Pokemon (que mudei o nome pra Charmandinho e imaginei ele cantando QUANDO DEUS TE CAPTOU ELE TAVA NAMORANDO) e depois NUNCA MAIS apareceu nenhum. Vi pela internet que, como o jogo ainda não foi lançado oficialmente para iPhone no Brasil, muita gente não consegue jogar. Mas isso não me impede de acompanhar as milhões de matérias e posts por aí sobre o jogo, certo?

Aí eu estava dando um rolê pela minha timeline e vi que minha amiga Carol Colicigno fez um infográfico muito fofo juntando informações sobre o jogo por aí. Se liga (clica pra ver maior):

pokemongoinfo

Legal, né? Também tem uma outra informação que vi na Forbes ontem: as pessoas já usam mais o app do game do que Whatsapp e Instagram O_o

E você, já está conseguindo pegar muitos Pokemons? Estou indo pra NY em agosto e já tô vendo que vou caçar uns pelo Central Park ;P

Face-Off

FaceOff, um reality de efeitos especiais

No recesso de fim de ano eu fiquei VICIADA nesse reality, o FaceOff. Assisti duas temporadas inteiras em poucos dias e agora estou louca atrás das outras!

FaceOff_gallery_903SpotlightChallenge_01

FaceOff é um reality de artistas/maquiadores de efeitos especiais que passa no canal SyFy. Eu não tenho esse canal no meu pacote mas uma amiga me indicou a série e eu consegui baixar as duas primeiras temporadas pelo torrent! Os jurados são Ve Neill (vencedora do oscar três vezes pelos filmes Beetlejuice, Mrs. Doubtfire e Ed Wood) e Glenn Hetrick (Buffy the Vampire Slayer, Babylon 5, figurino da Lady Gaga, Jogos Vorazes) e o vencedor ganha 100 mil dólares – e provavelmente uns trampos daora em produções legais.

faceoff1

Pra quem gosta de maquiagem o programa é encantador. Mesmo se você curte uma coisa mais beleza e passarela, tem muito que podemos aprender com a galera dos efeitos especiais. Depois de duas temporadas, eu queria sair e comprar argila pra esculpir uns monstros . Detalhe, nunca esculpi na vida, mas virou uma das coisas que quero aprender. Tenho uma vontade muito de ir pra esse lado de prosthetics e efeitos especiais, é um universo muito pouco explorado por aqui e com possibilidades infinitas. Pra quem tem paixão por seres mágicos, monstros e extraterrestres, como eu, é um prato cheio.

A série existe desde 2011 e a décima temporada estreia dia 13 de janeiro na gringa – não sei como é feita a distribuição de conteúdo no Brasil e como não tenho o canal, não sei informar ao certo.

Eu estou tendo uma super dificuldade de achar entre a terceira e a sexta temporada, mas as outras você encontra facilmente pelo torrent e afins!

Screen Shot 2015-12-24 at 3.22.50 PM

GAME: The Sims 4 – diferenças e jogabilidade

Bom, depois de ter passado a semana falando um pouco sobre o jogo pra vocês, vou dar meu parecer. O jogo já foi lançado há um tempo e mais extensões tem saído, muita gente já fez review mas sempre conta mais um ;)

Acho que o Sims 4 melhorou bastante em relação aos outros. O design está mais clean e intuitivo e a parte de criar um sim permite que você entre num nível de detalhe absurdo, que eu não tinha visto em outros jogos. A personalidade do seu Sim afeta como as coisas acontecem ao longo do dia e construir e decorar sua casa te dá muito mais possibilidades em uma plataforma muito mais fácil de usar. 

Você ainda pode usar os cheatcodes (meu sonho, um motherlode na vida real) e ficar bem rico ostentando um sofá maravilhoso ou lutar pra conseguir as coisas que você quer e trabalhar horrores.

As profissões são bem legais e minhas extensões favoritas são essas de profissões. Adoro ver as possibilidades do sim no trabalho, e isso enriquece muito o jogo.

Quer terminar o ano jogando o The Sims 4? Aproveita que ainda tá rolando a promoção de Natal e você pode aproveitar a promoção do The Sims 4 com um mega desconto! O jogo base com 66% de desconto, gamepacks com 20% e a extensão Ao Trabalho com

Depois volta aqui pra me mostrar seu sim!

pospatrocinado

GAME: The Sims 4 – Ao Trabalho

Como nas últimas edições do jogo, The Sims 4 também tem um pacote que expande sua possibilidade quando o assunto é trabalho.   

Por mais que trabalhar na vida real seja muitas vezes chato, no jogo é uma das formas de se tornar a pessoa que você quer ser. No meu caso, eu escolhi música como uma das minhas aspirações. Vou tentar me tornar uma grande rockstar (quem sabe no jogo dá certo) mas na expansão Ao Trabalho você tem três carreiras inéditas: ser médico, investigador ou cientista.

Sim, essas profissões já existiam em outros jogos, mas não eram jogáveis – você mandava seu Sim pro trabalho e esperava o tempo passar.

Com isso, você tem novas habilidades que pode adquirir, como Fotografia e Confeitaria, atém da inclusão de ALIENS (não sei qual a ligação entre aliens e trabalho, mas isso é muito legal).

Lembrando sempre que pra jogar a expansão Ao Trabalho você precisa ter o jogo base, que está em promoção na loja online da Origins! Corre lá e garante o seu.

pospatrocinado

Game: Construindo vidas no The Sims 4

Bom, vamos lá: Depois de ter meu pagamento aprovado no site da Origin, pude baixar o programa deles e administrar meus jogos. Lá eu consigo ver quais são os jogos e extensões que eu tenho pra baixar e qual conteúdo digital está disponível pra mim. Depois de fazer o download de tudo, finalmente chegou a hora de criar a Magentinha virtual.

Criar personagens é minha parte favorita e acho que essa foi a parte que ficou melhor em comparação com os outros jogos da linha. Dá pra personalizar bem mais e criar um sim muito parecido com quem você quiser e dar vazão à todos os seus sonhos mais bizarros, tipo, sei lá, casar com o Justin Bieber.

No meu caso, criei só eu mesmo. Família Magentinha começa pequeno.

Eu tenho exatamente essa roupa!


Tem um modo “detalhe” que te permite arrastar partes do rosto e ajustar como você quiser, maquiagem, tatuagens (graças a Deus, obrigada, eu estava cansada de ser uma pessoa não tatuada nos jogos). Você pode escolher até o andar ou a voz do personagem. Quem me segue no snapchat viu a diversão que foi quando eu estava nessa parte do jogo.

Depois disso você pode passar mais ou menos três dias seguidos um bom tempo construindo sua casa perfeita. Eu raramente construo casas do zero, prefiro comprar uma casa num lote já existente e reformar conforme meu gosto. Minha parte favorita é decorar, que nem na vida real!

E aí, vocês acharam que ficou parecida? 

Não esquece de ir lá no site da Origin e aproveitar a promoção do The Sims 4 com um mega desconto!

The-Sims-4-release-date

Game: The Sims 4 com desconto especial!

Esses dias eu baixei e pude finalmente jogar o The Sims 4! Quem já me acompanha nas redes sociais sabe que eu sou fã do jogo desde o primeiro. No último ano migrei de PC pra Mac e não tinha certeza se eu conseguiria acompanhar os lançamentos nessa plataforma, mas a versão digital do jogo (aquela que você compra e baixa, tudo online) serve pra Mac também e eu aproveitei que tá rolando uma promoção no site da Origin pra me dar de Natal o pacote Digital Deluxe (que vem com alguns pacotes de itens extras) e a extensão Ao Trabalho.

Por coincidência, a EA me convidou a falar um pouco do jogo, e como eu comecei a jogar agora, posso dar minha opinião fresquinha! Ao longo dessa semana pra comemorar a promoção que tá rolando no site da Origins, vou falar um pouco mais do jogo pra vocês.

Como os outros jogos The Sims, para jogar The Sims 4 você precisa de um jogo base que pode ser o Standard ou o Digital Deluxe. No Digital Deluxe vem uns itens a mais: Conteúdo digital Alma da Festa (vem no Standard também), A Noite Inteira, Chapéus de Animais Incríveis e a Trilha Sonora. Esses três últimos, apenas no Digital Deluxe.

Eu gosto de ter a caixinha dos jogos, mas como mudei muito de casa nos últimos meses, vi o quanto ter cópias digitais das coisas vale a pena. Não é legal ficar acumulando um monte de coisas. E como agora só uso PC, tenho um monte de jogos The Sims que não posso mais jogar :(
Uma coisa legal de comprar o jogo online é que você pode pedir reembolso se não curtir ou não conseguir jogar no seu computador. Segundo o site da Origin: “Os pedidos de reembolso podem ser feitos até 24 horas após o jogo ter sido iniciado pela primeira vez; até sete dias após a compra; ou até sete dias a partir da data de lançamento, se você reservou – o que vier primeiro.”

O pacote inicial está com um desconto de 66% (de R$99 por R$33,30) e você pode adquirir aqui. Já a Digital Deluxe está de R$139 por R$46,63 e você pode adquirir aqui!
O pacote Ao Trabalho também está com desconto de 50%, saindo de R$79,90 pra R$39,95.
Amanhã eu volto pra falar um pouco da experiência de jogo e mostrar como ficou meu sim!

pospatrocinado

life-strange-2[1]

Game: Life is Strange vai te fazer chorar (ou não)

No último fim de semana foi feriado e eu montei um bunker. Mal saí de casa. Tinha comida, cerveja e meus gatos. Eu fiquei com os olhos doendo porque não tem cortina na minha sala e ficar lá de dia é tenso pra quem tem fotos-sensibilidade. Tudo isso porque eu não consegui parar de jogar Life Is Strange.

Eu já tinha lido algumas coisas sobre o jogo, mas baixei a demo pois havia uma promoção pelo passe de temporada na loja do XBox. O passe de temporada funciona para jogos lançados por capítulos (o jogo de The Walking Dead também é assim) – você paga um valor promocional e pode ir baixando os episódios conforme eles são lançados. Como todos os cinco episódios de Life Is Strange já foram lançados entre agosto e outubro, pude baixar tudo de uma vez por R$30!

Você joga na pele de Max, uma jovem adulta que volta para a cidade onde cresceu para estudarfotografia e ter aula com um professor magya. Quando isso acontece, ela começa a ter visões e promonições e descobrir que tem o poder de voltar no tempo e alterar o seu próprio destino. Max e sua amiga Chloe acabam se envolvendo numa investigação de um crime e a coisa fica treta.

É um jogo de drama, e o destino muda de acordo com as escolhas do jogador. Por isso, o que mais importa é a história e não suas ações – Max pode fazer poucas coisas além de andar e selecionar, observar e pegar algumas coisas. O que você escolhe nas opções de diálogos é o que define o rumo do jogo, na maior parte das vezes.

A história parece um filme indie. Fala de amizade, de consequências das nossas escolhas, de bullying e SIM, de amor LGBT, mas de uma forma super sutil. A galera shippou tanto Max e Chloe que tem todo um fandom delas na internet com direito a cosplay e muita fanart – das mais lindas às mais bizarras. Mas meio impossível não se apaixonar um pouco por esse possível casal:

10629819_293032467555085_3139001246090170605_n[1]

Eu fiquei super emocionada, tanto com o roteiro quanto com os cenários do jogo. Chorei umas duas vezes, sofri super junto com a Max – principalmente no último episódio, que foi o que eu achei mais difícil de jogar – e a trilha sonora é incrível, com Alt-J, José Gonzalez, Bright Eyes, Foals… Você pode, inclusive, ouvi-la nessa playlist aqui:

O jogo está disponível para Xbox 360, Xbox One, PS3, PS4 e no Steam (só para PC, sorry maclovers). Mais informações no site oficial.

12345