Instagram

Follow Me!

  • Home
  • /
  • Author: Dani Cruz

o ponto de vista do estagiário.

boa parte das pessoas já foi estagiário na vida, é uma pena que tão poucas se lembrem disso. quando você exige algo de um estagiário, é preciso ter em mente algumas coisas.

1) nós ainda estamos na faculdade. ou seja, além das responsabilidades no trabalho, em casa e com os dramáticos relacionamentos (lembrem-se que acabamos de sair da adolescência!), ainda temos milhões de trabalhos, provas e o pior de tudo: TCC.

2) não, nós não temos tempo de almoçar direito e chegar no estágio a tempo. não faça perguntas sobre isso.

3) não se pode exigir um trabalho profissional e independente de um designer pagando 400 reais por mês pra um estudante que nem direitos trabalhistas tem.

4) entendemos que precisamos passar por essa fase, mas ninguém gosta de trabalho escravo. você já ouviu alguém falar “EU AMO SER ESTAGIÁRIO!”, “Foi a melhor fase da minha vida!” ou “Ah, que saudade de estagiar!” ? É, nem eu.

Por isso que eu estou contando os dias pra 2008 passar logo, e levar junto com ele o TCC, a fase estagiária da vida, os colegas de classe malas e os professores malucos.

lakai video.

ser preconceituoso em relação à vídeos de skate não é a coisa mais difícil de acontecer. eu mesma tinha um certo preconceito – tinha visto poucos, e esses poucos ainda por cima eram muito mal feitos. então eu achava que era só um monte de manobras que eu não entendia com uma musiquinha de fundo.

ter Fernando como meu companheiro me fez ver muitas coisas com outros olhos, e os vídeos de skate foram uma delas. depois que a gente começou a namorar eu vi alguns e “ok, não é tão chato assim”. Então, eu fui gostando até realmente me interessar (porque obter meu interesse não é tão fácil assim – minha memória é de peixe e eu sou totalmente ‘avoada’), e aprender a dizer se um vídeo é bom ou ruim.

Esse vídeo da Lakai me surpreendeu ao ser comentado em diversos blogs e sites há algumas semanas atrás. Porque parece que não só eu estou abrindo os olhos pra esse tipo de coisa, talvez o país esteja. Não sei se é só o hype ou as pessoas gostam mesmo – eu sinceramente espero que seja a segunda opção. Fernando tinha me falado sobre ele alguns meses antes, assistiu uns pedaços na casa de alguém quando foi fotografar em brasília. Disse que eu ia gostar e me mostrou o trailer. Eu estava esperando uma coisa completamente diferente.

A intro, que eu queria mostrar, parece ter sido removida do youtube. então sugiro que vocês procurem no torrent ou algo do tipo pra baixar. Por enquanto, fiquem com esse promo.
[youtube=http://www.youtube.com/v/qY5X58P3jhM&rel=1]

vendo o mundo em quatro cores.

já fazia um tempo que eu queria fazer um blog pra falar do mundo que eu vejo, das notícias que eu leio, pra informar e discutir. sou uma leitora assídua de blogs – leio no mínimo uns 15 por dia – e sinto falta de me comunicar também. blogueira desde a adolescência, já perdi as contas de quantos blogs eu já tive desde a época do “cadê a danny?”, quando acabei fazendo amigos que ficaram por toda vida. infelizmente seus blogs se foram, outros vieram, alguns ficaram, e aqui estamos.

fiz o header e apliquei no layout do wordpress, já que ainda sou uma cabeçuda em relação a CSS. a foto foi tirada por Fernando Martins, que por um acaso também é meu namorado.

começando de novo.

edit: relendo o que tinha escrito, percebi que a barra de espaço do meu computador de casa está com um sério problema.

676869