Instagram

Follow Me!

blasFÊMEA é uma obra de arte transfeminista

Enquanto eu assistia blasFêmea, um experimento audiovisual que serve de clipe pra Mulher, música da Linn da Quebrada eu pensava: a gente paga muito pau pra Beyoncé e Gaga, que são maravilhosas mesmo, sem nem perceber que aqui pertinho temos artistas maravilhosas lançando trabalhos com toda a poesia forte e cheia de significados que as gringas criam longe daqui, lá no “primeiro mundo”.

Segundo o release da artista:

Dirigida e roteirizada pela própria Linn da Quebrada, blasFêmea foi co-dirigida por Marcelo Caetano, com assistência de Beatriz Pomar. O “transclipe”, como a artista nomeia sua experimentação audiovisual, apresenta três momentos narrativos: o prólogo, que materializa, mas ao mesmo tempo se rebela sobre a construção cultural do “culto ao Falo”; a narrativa central, que mostra a formação de uma rede de proteção e ajuda entre mulheres, exaltando todos os seus corpos e potências; e um epílogo, que exibe cenas de uma vivência real de todas as mulheres do elenco no primeiro dia de gravação, a primeira filmagem, num momento de pura conexão, alento e cuidado de umas com as outras.”

A produção também contou com uma equipe majoritariamente feminina. E acho que isso tem tudo a ver com o projeto. O vídeo é uma obra de arte perturbadora, transformadora e, acima de tudo, empoderadora. Grande parte das pessoas vai se identificar e questionar seus privilégios ao mesmo tempo.

“Ela não quer pau, ela quer paz” se aplica à realidade de qualquer mulher que convive em sociedade e praticamente implora pra que nós vejamos que somos muitas e que precisamos nos unir pra lutar contra a marginalização feminina.

Pra mim, esse tipo de mensagem é a poesia de luta que a gente precisava. A gente precisa ver mais artistas produzindo uma obra completa, com uma mensagem forte e necessária, sem medo do que pode parecer. A gente precisa que mais pessoas sejam corajosas assim.

Enfim, acho que deu pra perceber que sou fanzoca do trabalho dela, né?

Você pode ajudar Linn da Quebrada a lançar seu álbum, mulher, ajudando no crowdfunding (melhores nomes de recompensas, aliás) que está rolando aqui!

Assista blasFêmea dando play no vídeo: