Instagram

Follow Me!

Sense8

5 motivos pra assistir Sense8 agora!

Uns dois fins de semana atras eu devorei Sense8, uma série que estreou este mês na Netflix. Em partes porque queria ver tudo logo pra participar do podcast do GeekVox (se você já assistiu a primeira temporada, ouça o podcast aqui!) e em partes porque quando cheguei no quinto episódio eu não consegui parar. Eu literalmente tomei banho vendo um episódio pra não me atrasar pra aula de direção e não precisar parar de assistí-lo no meio.

Acho que não ficava obcecada por uma série assim desde Lost. Talvez a presença do Sayid ali tenha despertado memódias Lostianas em mim.

Mas vamos à série. Se você ainda não sabe (tá vivendo numa caverna), ela é uma série criada pelos Wachowski (os irmãos Luna e Andy, criadores de Matrix) que conta a história de oito pessoas ao redor do mundo que estão conectadas mentalmente e começam a ser caçadas por uma organização. Quando eu li a sinopse achei meio nada a ver. Quando vi o trailer fiquei um pouco mais interessada. Quando vi os primeiros capítulos, achei que demora pra engrenar. Mas aguente firme! Assista até, pelo menos, o sexto episódio antes de desistir da série: são muitos personagens que você precisa conhecer antes da ação começar.

Quando você chegar no sexto episódio, reserve mais seis horas da sua vida pra assistir os seis episódios restantes sem parar nem pra fazer xixi.

Sense8-620x400

Se isso tudo não foi o suficiente, fica aqui uma listinha de cinco motivos pra você largar tudo o que está fazendo, seu emprego, amor, esquecer de pegar as quiança na escola, ficar dois dias sem tomar banho e começar a ver Sense8 agora:

1) A série trata a sexualidade de forma muito natural. Há um casal gay e um casal de lésbico, em que uma das mulheres é trans – o que abre os olhos de muita gente sobre a diferença entre orientação sexual e gênero. Além disso, os sensates em nenhum momento tem estranheza em relação a orientação sexual do outro e isso é maravilhoso. Vamos lembrar que Lana Wachowski, uma das criadoras da série, é trans (e a atriz que faz a personagem trans também é! Viva a visibilidade!)!

2) Está cheia de minas fodas e eu amo quando a série tem personagens femininas incríveis. Em Sense8, temos a indiana que fez faculdade e se formou cientista, diferente de muitas de seu país. Também tem Sun, que sofre com a sociedade machista da Coréia, mas é uma lutadora de primeira e não desiste de seus objetivos. Amanita, a namorada de Nomi (a personagem trans), também é incrível – quase uma sensate por consideração.

3) A série é visualmente incrível e mostra a beleza de lugares completamente diferentes do mundo, da gélida Islândia ao quatro de julho sendo comemorado em Chicago. Parada gay em São Francisco, sol se pondo na Cidade do México. A fotografia é maravilhosa e deve ter dado um trabalho do cão.

4) Todo mundo ama conspirações e a do enredo de Sense8 vai te deixar pensando muito, criando novas teorias a cada minuto e fazendo seus amigos assistirem a série completa pra que vocês possam conversar sobre isso.

5) Você precisa assistir tudo pra poder ouvir o podcast que eu gravei com o GeekVox porque foi engraçado demais, mas tá cheio de spoilers! Como falei no meu Twitter, eu ri tanto que valeu por todas as abdominais da semana (que eu não faço e deveria fazer). Foi engraçadíssimo e os meninos são demais. Falamos sobre meditação, transfobia, feminismo, diferenças culturais e um monte de coisas. Corre lá pra ouvir!

E aí, já assistiu? O que vocês estão achando?

  • <3
    Foi demais gravar contigo ^^

  • Rodrigo Maroto

    Sense8 é a série que veio pra dar uma voadora na cara da família tradicional brasileira HAHAHAAHA

    • a família tradicional brasileira está em posição fetal balançando pra lá e pra cá até agora depois de ver essa série

  • Tô adorando essa série! Assisti quase toda no último final de semana e tô ansiosa pra ver os últimos episódios no próximo. O Netflix tá arrasando nas séries originais!

    • MUITO! É demais! Depois conta o que achou do final!

  • Danda

    Eu fiquei total e completamente viciada, e estou assistindo tudo de novo pra prestar mais atenção aos detalhes. Sou muito fã de ficção científica, e esse tipo de produção junta todas as coisas que eu gosto. ^^

    Fiz um post no meu blog com 10 motivos pra assistir a série, alguns em comum com os que você listou. Fiquei super ansiosa esperando a série sair, e valeu a pena a espera! ^^

    O link pra minha lista é: http://mayfly.com.br/series-2/sense8/

    =**

    • Cleber Oliveira

      impossivel assistir a serie uma so vez, e quando vc assiste de novo, parece quase um capitulo novo, nao é mesmo?

  • ToniKei

    olha eu dormir no primeiro EP… a coisa até parece interessante, adorei a parte das meninas :P mas no geral, pelo menos o primeiro EP não me deixou nenhum pouco curioso serio e esses motivos não convence, eu quero assistir mas to com medo de não gosta >_>

    • Cleber Oliveira

      vai na fe, o motivo que ela deu sobre assistir os primeiros episodios pra entender os personagens e valido, no geral a serie e muito foda, recomendo

  • meudeus vou assistir A GO RI NHA ♥

  • Diana

    Devo ter algum complexo kkkkkkkkkkkkk. Estou vendo Lost agora pela primeira vez… Se eu tivesse assistido a dez anos atrás, com 14 anos… acho que teria achado a série mais incrível de todos os tempos. Confesso que a série realmente prende muito, muito mais pelos conflitos e mistérios do que pela construção dos personagens. Eu os acho muito maçantes, sem nenhum tesão.. Com exceção de alguns, o resto se encaixaria numa novela tipo rebelde. Mas, sobre sense8, sua descrição me deu vontade de correr para o quarto e assistir. Gosto de personagens “impuros”. Personagens que seja humanos, que errem. Que curtam o erro, mas que também sintam culpa. De seres humanos que sejam egoístas, mas com o esforço da solidariedade. Que a “maldade” seja somente aparente, sendo justificada a razão de ser depois… Foi isso que me prendeu a OITNB. Não há personagens messiânicas e nem de pura malevolência, mas seres humanos imersos em conflitos, disputas e angustias…