Instagram

Follow Me!

tambemehok

Às vezes a gente não quer fazer nada (e isso é ok)

Pra ler ouvindo essa linda música cuja letra não tem muito a ver com o tema, mas o ritmo combina com o sentimento:

Eu tive mais de uma semana de procrastinação da vida. Em parte porque eu estava sobrecarregada com outras coisas, em parte porque meu namorado voltou de uma temporada em outro país e eu só queria me agarrar nele e matar as saudades.

Mas a verdade é que, também, eu não queria fazer nada.

Eu não sei o que acontece com a nossa geração de insatisfeitos. Também não sei dizer se nossos pais eram mais felizes com seus planos de carreira, conformados em formar uma família, criar os filhos, casar. Em irem do estágio à gerência na mesma empresa, ter aposentadoria, carteira assinada, INSS, empréstimo na Caixa. Eu não sei se nós estamos felizes todos os dias ganhando pouco nos nossos empregos PJ porque “largar tudo e ser feliz na Alemanha” é um sonho distante e irreal pra 99% das pessoas que estão se sentindo incompletas sentadas em cadeiras (muito mais que) oito horas por dia.

 

tambemehok

Sei que às vezes a gente cansa de tudo e precisa de um tempo do mundo. Que atrasa os prazos, perde e-mails, coisas acontecem e fazem com que a gente não vá aos eventos, às festas, na academia. Esquecemos até de cuidar de nós mesmos.

Eu não usei maquiagem, prendi o cabelo num coque, fechei os olhos e fui sendo levada pela inércia e pelo tédio que às vezes é necessário pra gente tentar acalmar o coração e colocar a cabeça no lugar. Não fiz vídeo (mas anotei muitas ideias), não fiz post (mas tenho vários na manga), não respondi mensagens, não atendi ligações.

Me estiquei na cama com a pessoa que eu amo, abracei minha sobrinha com catapora (“não pode bincá Tia Dani, tô com popoquinha”), comprei minha câmera nova. Comi brie e tomei vinho falando besteira e dando risada. Era isso que eu precisava.

Acho que amor é minha cachaça. E acho que deixar tudo pra depois me fez perceber que eu só vou me sentir inteira quando aprender a fazer tudo com amor, fazer o que amo, amar o que faço, em todos os aspectos da minha vida.

Não é esse o maior aprendizado que a gente tenta levar da vida?

(PS: Em tempo, obrigada. Que nossa vida seja repleta de noites de brie, vinho e risadas.)

  • Rebiscoito

    Que post lindo. Adorei a escolha de música também <3

  • lid

    Adorei o post. Essa vida louca nos faz sentirmos mal por fazer nada, e isso só leva a stress. Vejo isso em mim e na minha mãe. Realmente, é muito bom poder ter um pouco de paz de espírito e se perdoar por não fazer nada.

    http://www.prefirobsides.com.br/

  • tão bom não fazer nada de vez em quando :)

  • Amanda

    Delícia de post! E é exatamente do que a gente precisa de vez em quando. Dormir até mais tarde, curtir a TV na cama, do lado da pessoa que a gente curte, comer uma comida gostosa, o tal do dolce far niente. Deixar de lado as obrigações e os compromissos que, às vezes, pesam muito e fazem a gente viver no automático.
    Por mais semanas como essa em 2015! :)

  • Lec

    Acho que as redes sociais começaram esse surto de insatisfação, porque parece que o mundo todo está se divertindo mais que eu neste exato momento.
    Mas descansar – principalmente offline – é muito preciso. A pele fica mais viçosa, a mente descansada e o corpo mais feliz =)