Instagram

Follow Me!

A Madonna sabe que eu existo.

Estou o dia inteiro fazendo força pra falar a cada pessoa que chega do meu lado e pergunta como foi ontem. A real é que eu não saberia nem em um milhão de anos descrever a sensação de estar tão perto assim da Madonna.

E por perto, eu digo PERTO. Assim:

Por uma felicidade do destino, consegui um passe pra Golden Triangle. Depois de muita confusão pra pegar a pulseira (quem entrega essas pulseiras é uma gringa ruivinha fofa produtora da equipe da Madonna, e não a produção brasileira, e ninguém sabia dizer aonde essa mina estava) conseguimos entrar. Os DJs de abertura já estavam acabando o set quando pegamos algumas cervejas e algo pra comer (dez reais num cone de pizza é complicado).

Aí comemos e fomos conhecer o tal do triângulo dourado que nos deixaria tão perto de titia Madge. Foi só pisarmos na area que um temporal se armou e por meia hora choveu MUITO. Até desistimos de nos proteger da chuva, o que foi ok porque estava tão calor que secamos muito rápido depois que parou.

De repente, começam os sinos da abertura e a gente corre. Quando ela entra no palco, nem dá pra acreditar do quão perto está da gente…

Sobre o setlist, eu não gosto muito do MDNA. Queria que ela tocasse mais músicas antigas, porque as novas acho meio fuéin. Mas ver ali tão de pertinho… o show é um espetáculo mesmo, com dançarinos incríveis. Total super produção!

Foi um dia feliz. Vou contar pros meus filhos que eu vi esse grande nome da música pop e que em dado momento ela chegou bem perto de onde a gente estava e olhou pra mim. A Madonna sabe que eu existo. E fim.