Instagram

Follow Me!

Hate mails e o Complexo de Carrie Bradshaw

Eu sabia que esse dia chegaria, só não sabia que seria agora e com um elogio. Recebi um hate mail depois de muito tempo. E adorei.

“dani cruz vc eh mto recalcada neh!! o que te da direito de falar sobre relacionamentos vc nao eh psicologa e fica falando como as pessoas devem se relacionar? pra mim isso é complexxo de carrie bredshaw, vc quer ser do sex and the city mas deve ser uma encalhada msm!!”

Não sei nem por onde começar a comentar essa mensagem incrível! Primeiro de tudo: acho incrível que alguém ainda tenha o tempo de criar um endereço de e-mail falso com o único intuito de ofender alguém. Segundo: porque hate mails nunca são bem escritos? Terceiro: muito obrigada por me comparar com Carrie Bradshaw, ela era minha favorita em Sex And The City e eu amo a série.

Esse e-mail não poderia vir em melhor hora porque estou lendo “Summer And The City”, um livro que conta a vida da Carrie quando ela tinha 18 anos e chegou em NY. Hater, você tem uma gramática péssima mas um ótimo timing. Fiquei pensando em tudo isso, sobre como gosto de falar sobre amor e relacionamentos e talvez isso seja sim inspirado em uma adolescência assistindo S&TC. A Carrie é meio idiota às vezes, mas ela compra sapatos de grife com o salário da coluna semanal. Como alguém pode achar que isso é ruim?

Eu nunca falei o que alguém deve ou não deve fazer e me sinto super no direito de divagar sobre os relacionamentos modernos porque sou uma grande fã desse assunto. Acho incrível como as coisas normalmente seguem um padrão. O que escrevo aqui é minha análise, minha opinião. O embasamento: a convivência com uma série de corações quebrados – o meu, os dos meus amigos, os corações que eu quebrei.

O amor não tem ciência.

  • GigideSacche

    E quem nunca quis ser a Carrie? Puxa, quando eu assisti a série (já tinha acabado e eu estava com 16, 17 anos) essa mulher era tudo o que eu queria ser. Cresci, comecei a trabalhar e comprei o meu notebook preto para escrever os meus textos na minha cama. <3

  • pdani

    Não entendo pq esse e-mail te afetou a ponto de vc criar um post sobre ele. Mas ok, foi seu primeiro, né? A mensagem do hater não faz sentido algum e vc refutou falando coisas irrelevantes, sendo que o principal deveria ter sido: “não sou psicóloga, mas tenho um blog pessoal e se eu quiser escrever sobre cocô eu escrevo pq o blog é meu. Lê quem quer. E pelo jeito você quer. Bjos”.

    • hahaha mas esse e-mail não me afetou, eu achei engraçado (principalmente porque estou lendo um livro sobre a Carrie) e uma ótima deixa pra fazer um post. não foi meu primeiro hatemail, eu já estou na internet há muitos anos. 

  • Primeiro: Carrie  Bredshaw <3
    Segundo: se joga nas análises e nos posts sobre relacionamentos.

    Beijos!

  • Mari

    Foi o post anti-hater mais categórico e “quebra pernas” que eu já li, até hoje!

    Parabéns por não se rebaixar ou se permitir ofender por isso!

  • Ariel

    Daniii…olha eu revirando o fundo do baú. Mas tenho uma ótima desculpa: acabei de descobrir seu blog e já viciei. ADORO as coisas que você escreve, guria! Vc é muito talentosa e adorei a maneira como vê as coisas.E ainda mais sobre esse post sobre o email de uma Hater, só tenho uma coisa a dizer: Quem não gosta da sua opinião simplesmente…NÃO LEIA! Mas não, as pessoas mal-amadas ADORAM ofensa gratuita. Eu adorei você! :D Xoxo